Jogadores fazem orgia na Noruega em estádio do próprio time

Eis um caso pitoresco e possivelmente inédito no mundo do futebol.

Na Noruega, 12 jogadores do Brann, da cidade de Bergen (a segunda mais populosa do país nórdico, com aproximadamente 215 mil pessoas), realizaram uma orgia no estádio do clube.

A notícia foi publicada no diário Bergensavisen e replicada por outros meios de comunicação.

Atletas do Brann, que ocupa a lanterna (última posição) do Campeonato Norueguês, com 10 pontos em 15 partidas, saíram para jantar na segunda-feira (9), depois de ganharem um amistoso de uma equipe da terceira divisão.

Depois, retornaram à arena, que estava deserta àquela hora da noite, na companhia de quatro mulheres.

Câmeras de segurança registraram os momentos do bacanal nas dependências do estádio construído em 1919 e que tem capacidade para quase 18 mil torcedores.

Aliás, no quesito segurança, não há informação de como os jogadores e as mulheres conseguiram entrar no estádio sem serem barrados na portaria.

As imagens em vídeo também mostraram as convidadas correndo, com roupas íntimas, pelo gramado em que geralmente quem corre são jogadores com camisa, calção, meias e chuteiras.

A polícia local abriu uma investigação para tentar concluir se o ato, em meio à pandemia de coronavírus, é passível de punição aos envolvidos.

Reprovável aos olhos da maior parte da sociedade, o episódio deixa uma mancha na história do time conhecido como “Orgulho de Bergen”.

Roald Jensen (1943-1987), apelidado de ‘Malabarista’, é o maior orgulho do time da cidade de Bergen; sua estátua fica do lado de fora do estádio da equipe (sportsklubbenbrann no Instagram)

Mas, da parte do Brann, não resultará em nada além de uma reprimenda verbal.

A direção do clube censurou a atitude, já que os jogadores violaram regras sanitárias e o regulamento do clube, porém não aplicará multas ou suspensões.

De acordo com Vibeke Jonannesen, diretora-geral do Brann, “eles pediram desculpas e compreenderam a gravidade do ocorrido. Já é um castigo suficiente o que passaram nos últimos dias”.

Fundado em 1908, o Brann ganhou três vezes o Norueguês, em 1962, 1963 e 2007, e seis vezes a Copa da Noruega, a última em 2004.