Colo-Colo interna em CT atacante que promovia festas clandestinas

Iván Morales tem 21 anos. É atacante do Colo-Colo, o time mais popular e mais laureado do Chile. É apelidado de Tanquesito (Pequeno Tanque), devido à força física (1,80 kg e 78 kg).

E é festeiro. Adora socializar, adora música, adora bebida, adora balada.

O gosto do jogador por festinhas é normal em alguém de sua idade, porém, em tempos de pandemia de coronavírus, não é bem visto. É mau exemplo e descumpre protocolos sanitários, que recomendam o distanciamento social como forma de evitar que a Covid se alastre.

Não só pela sociedade como um todo mas principalmente por seus vizinhos do bairro chique Las Condes, que querem dormir e não conseguem.

Segundo eles, Morales mantém o som em elevados decibéis madrugada adentro em frequentes pândegas clandestinas na casa dele. Na noite de Réveillon, uma bateria de fogos de artifício foi disparada da cobertura da luxuosa moradia.

Tendo tomado ciência das denúncias dos vizinhos do atleta, que abriram uma ação judicial contra ele, o Colo-Colo decidiu agir.

Até o final da temporada, Morales terá de morar no centro de treinamento (CT) do clube de Santiago, a capital chilena. É lá, no complexo chamado de Casa Alba, que vivem os jogadores das categorias de base –o centroavante já foi um deles.

“Diante das denúncias pelo comportamento de Iván Morales, decidimos que o jogador viverá na Casa Alba. Dessa maneira garantiremos a disciplina que se deseja para o seu desempenho esportivo”, informou o Colo-Colo em um comunicado.

“Essa conduta não é aceitável em nenhum jovem e muito menos em um esportista de alto rendimento.”

No processo na Justiça, caso seja condenado por desrespeitar normas de saúde e de segurança pública durante a pandemia, Morales será multado e pode ser preso por até três anos.

O atacante, que não é titular absoluto e fez um gol em dez partidas no Campeonato Chileno, iniciou sua reclusão na Casa Alba no início da semana passada e permanecerá no internato até o final da próxima, quando a competição chega ao fim.

Campeonato no qual o Colo-Colo não vai bem. Atual 16º colocado entre 18 equipes, o time, com três jogos a disputar, luta contra o rebaixamento.

Leia também: Talento inglês dá conselho sobre coronavírus, descumpre e leva multa