Jogador veste camisa de clube rival para forçar transferência

Você, corintiano, o que pensaria se um jogador do time chegasse para o treino com a camisa do Flamengo?

E você, flamenguista, o que faria caso um dos atletas que vestem a camisa rubro-negra aparecesse com uma do Palmeiras?

No mínimo, haveria indignação. Mais provavelmente, não iria querer que esse jogador defendesse nunca mais as cores do clube.

Na Bélgica, o camaronês Didier Lamkel Zé, que desde 2018 atua pelo Royal Antwerp, apareceu dias atrás no clube com a camisa do rival Anderlecht. Às costas, o nome Bolasie, jogador que defendeu a agremiação de Bruxelas em 2019.

Os seguranças o impediram de entrar, e houve um desentendimento entre eles e o atacante de 24 anos. As fotos se difundiram em redes sociais.

O motivo que levou Lamkel Zé a tamanha insensatez foi o desejo dele de forçar uma transferência, que havia sido negada pela diretoria, para o Panathinaikos, da Grécia, clube comandado por László Bölöni, ex-técnico do Royal Antwerp.

O camaronês inclusive chegou a ameaçar, caso não tivesse a transação facilitada, repetir a dose, só que com a camisa do Beerschot, outro oponente da equipe, só que dessa vez da mesma cidade, Antuérpia.

Lamkel Zé vinha sendo muito pouco aproveitado pelo treinador croata Ivan Leko, tanto que, das 19 partidas no Campeonato Belga, participou de apenas cinco. Não joga desde o dia 2 de outubro, ou seja, há mais de três meses.

Lamkel Zé conduz a bola em partida do Royal Antwerp contra o Cercle Brugge em agosto do ano passado (Reprodução – 16.ago.2020/Site do Royal Antwerp FC)

Nem a troca de treinador, neste início de ano –chegou Franky Vercauteren–, impediu que o atacante pusesse seu plano em ação.

Passado o momento de desatino, todavia, e vendo que o comportamento não surtiria efeito, Lamkel Zé decidiu recuar e, como todos fazem depois de fazer bobagem, desculpar-se.

“Minhas sinceras desculpas ao clube e aos torcedores. Agi assim porque minha cabeça estava em outro lugar, na transferência, e não estava fácil para mim”, afirmou em vídeo postado em rede social do Royal Antwerp. “Estou pronto para jogar se o novo técnico quiser.”

O Royal Antwerp ocupa a quinta posição no Campeonato Belga, o qual não vence desde 1957. É o atual campeão, entretanto, da Copa da Bélgica.

E está nos mata-matas na Liga Europa, o segundo interclubes em importância no velho continente. Em fevereiro, contra o Glasgow Rangers, da Escócia, tentará avançar às oitavas de final.

Lamkel Zé, conforme suas palavras, quer participar: “Espero estar diante dos torcedores, em campo, muito em breve”.

Resta saber se os torcedores, depois desse ultraje, quererão tê-lo em campo, diante deles, muito em breve.