Ex-goleiro anuncia que concorrerá à Presidência do Peru

O ex-goleiro George Forsyth anunciou que será candidato à Presidência do Peru na eleição de abril de 2021.

Forsyth, que atuou a maior parte da carreira no Alianza Lima, um dos principais clubes peruanos (com 23 títulos do campeonato nacional e uma das maiores torcidas do país), pendurou as luvas em 2016 e intensificou sua carreira política, iniciada seis anos antes.

Em 2018, elegeu-se prefeito do distrito de La Victoria, na província de Lima, cargo que assumiu no começo do ano passado e do qual decidiu se desligar agora, no dia final do prazo para fazê-lo caso quisesse pleitear ser presidente do país.

O ex-jogador de 38 anos afirmou em teleconferência: “Tomei a difícil decisão de renunciar a esta prefeitura maravilhosa. Me candidatarei à Presidência”. Ele acrescentou querer atuar em prol de La Victoria e dos 1.874 distritos do Peru.

Forsyth teve seu melhor momento na carreira futebolística em 2006, quando se sagrou campeão nacional pelo Alianza e foi considerado o melhor goleiro da competição. Ele defendeu a seleção do Peru em sete partidas.

Forsyth atua pelo Alianza Lima em partida no Morumbi contra o São Paulo, do atacante Aloisio, pela Libertadores (Paulo Whitaker – 28.fev.2007/Reuters)

Em sua carta de demissão da prefeitura, ele declarou: “Foi uma decisão muito difícil devido ao laço emocional que me une ao distrito, mas estou convencido de que todos devemos ao Peru e, nesse sentido, devemos empenhar todas nossas forças em seu benefício e para seu engrandecimento”.

De acordo com o jornal Marca, Forsyth ganhou popularidade nos últimos meses por liderar uma cruzada contra a delinquência e reorganizar o comércio informal na sua área de atuação, que possui aproximadamente 190 mil habitantes.

Há cerca de três semanas, o político, que atuava de forma independente (sem ligação com nenhuma sigla), filiou-se ao partido Restauración Nacional, de centro-direita, que anunciou que mudará o nome para Vitoria Nacional.

Nascido em Caracas à época em que seu pai, o ex-congressista Harold Forsyth, era o embaixador peruano na Venezuela, Forsyth tem motivo para estar otimista em relação às suas chances na eleição.

Pesquisa do Instituto Datum o coloca, com folga, na liderança da preferência da população do país.

Tem 20% das intenções de voto, bem à frente de Keiko Fujimori (5%), do partido conservador Fureza Popular e filha do ex-presidente Alberto Fujimori, e do economista Hernando de Soto (também 5%), da legenda social-democrata Avanza País.

Verónika Mendoza, do partido esquerdista Nuevo Peru, e Daniel Urresti, do direitista Podemos Peru, somam cada um 4%.

O atual presidente da nação andina é Martín Vizcarra, do PPK (centro-direita), que assumiu em 2018 depois da renúncia de Pedro Pablo Kuczynski e enfrentou recente processo de impeachment.