Time é punido por treinar junto e perde a liderança na Áustria

A Liga Austríaca de Futebol puniu o líder do campeonato, o LASK, com a perda de seis pontos por descumprir normas de segurança relacionadas ao coronavírus.

A equipe recebeu a sanção porque seus jogadores realizaram treinos conjuntamente, e não em pequenos grupos, conforme havia sido determinado.

Até esta quinta (28), a Covid-19 tinha vitimado 668 pessoas na Áustria, de um total de 16.628 casos. No Brasil, são 26.754 mortos e 438.238 ocorrências.

Essa decisão tirou o clube da cidade de Linz, que já anunciou que vai recorrer, da liderança da competição.

O LASK tem um brasileiro no elenco, o atacante catarinense João Klauss, de 23 anos, artilheiro do time com 9 gols em 18 jogos. Ele é um dos sete brasucas a atuar na primeira divisão austríaca.

O treinador do LASK, o francês Valerien Ismael, orienta atletas durante treino realizado em meio à pandemia de coronavírus (Leonhard Foeger – 20.abr.2020/Reuters)

Uma única vez campeão nacional, em 1965, o LASK terminou a primeira fase com 54 pontos, à frente de Salzburg (atual detentor do título), Rapid Viena (maior vencedor, 32 vezes), Wolfsberger, Sturm Graz e Hartberg, os demais classificados para a fase decisiva.

Para essa etapa, os times têm a pontuação reduzida pela metade. Jogam todos contra todos, em turno e returno, e quem chegar na frente fica com a taça.

O LASK largaria com 27 pontos, contra 24 do Salzburg e 20 do Rapid Viena. A perda dos pontos deixou o então líder com 21.

A Áustria conseguiu terminar a fase inicial da Bundesliga antes da paralisação provocada pela pandemia. Todos os 12 participantes completaram 22 partidas no dia 8 de março.

A reta final do Austríaco está prevista para começar no dia 3 de junho (quarta-feira da semana que vem) e acabar no dia 5 de julho (um domingo).