Agüero leva a fama, mas escocês é o maior artilheiro gringo na Inglaterra

Maior artilheiro da história do Manchester City (249 gols em 359 jogos), o argentino Kun Agüero voltou a ser destaque na mídia esportiva depois de fazer três gols na goleada por 6 a 1 da equipe sobre o Aston Villa, no domingo (12).

O desempenho fez Agüero chegar aos 177 gols na Premier League e se tornar o principal goleador estrangeiro na mais badalada liga nacional do planeta.

O centroavante ultrapassou o francês Thierry Henry (aquele mesmo que foi algoz do Brasil na Copa do Mundo de 2006), que marcou 175 gols pelo Arsenal na competição, de 1999 a 2007. Agüero defende o Man City desde 2011.

A marca de Agüero impressiona, porém é errado afirmar que ele é o principal artilheiro estrangeiro do Campeonato Inglês.

Por quê?

Porque a estatística leva em consideração somente a Premier League, que é a etapa do Inglês instituída e disputada a partir de 1992, quando os clubes da elite romperam com a Football League, que organizava os campeonatos das principais divisões inglesas.

Considerando toda a história, desde a primeira edição do campeonato (1888), o maior goleador nascido fora da Inglaterra é o escocês Hughie Gallacher, com 246 gols de 1925 a 1938 –em cinco desses anos ele vestiu a camisa do Chelsea.

O escocês Hughie Gallacher, maior artilheiro estrangeiro da história do Campeonato Inglês, com a camisa do Newcastle (Reprodução/Site do Newcastle United)

Aproveitando a deixa sobre o tema, decidi ir atrás de outros campeonatos de destaque, a fim de descobrir quais os jogadores gringos que mais fizeram gols em alguns deles.

No Campeonato Espanhol, a partir de 1930, o argentino Lionel Messi (432 gols desde 2004, pelo Barcelona).

No Campeonato Alemão, a partir de 1963 –não há informações anteriores disponíveis–, o polonês Robert Lewandowski (221 gols desde 2010, por Borussia Dortmund e Bayern de Munique).

No Campeonato Italiano, a partir de 1929 –não há informações anteriores disponíveis–, o sueco Gunnar Nordahl (225 gols de 1949 a 1958, por Milan e Roma).

No Campeonato Francês, a partir de 1932, Delio Onnis, italiano com cidadania argentina (299 gols de 1972 a 1986, por Stade de Reims, Monaco, Tours e Toulon).

No Campeonato Português, a partir de 1934, desconsiderando os nascidos em colônias lusitanas à época (como Fernando Peyroteo, de Angola, e Eusébio, de Moçambique), o brasileiro Jardel (185 gols de 1996 a 2007, por Porto, Sporting e Beira-Mar).

No Campeonato Chinês, a partir de 1994, o brasileiro recém-naturalizado chinês Elkeson (102 gols desde 2013, por Guangzhou Evergrande e Shangai SIPG).

No Campeonato dos EUA (Major League Soccer), a partir de 1996, o boliviano Jaime Moreno (133 gols de 1996 a 2010, por DC United e NY MetroStars).

No Campeonato Argentino, a partir de 1931 –não há informações anteriores disponíveis–, o paraguaio Arsenio Erico (295 gols de 1934 a 1946, pelo Independiente).

E no Campeonato Brasileiro, a partir de 1959 (ano da criação da Taça Brasil), o sérvio Petkovic (83 gols de 1997 a 2010, por Vitória, Flamengo, Vasco, Fluminense e Atlético-MG).