Qual o gol mais bonito da segunda rodada do Mundial russo?

Bicampeã mundial (1978 e 1986), a Argentina jogará nesta terça (26) pela sobrevivência na Copa do Mundo da Rússia.

Será contra a Nigéria, às 15 horas (de Brasília), em São Petersburgo, no mesmo estádio em que o Brasil penou para superar a Costa Rica na segunda rodada.

Segunda rodada que não teve tantos gols espetaculares, daqueles em que o espectador/torcedor grita na hora “que golaço!!!”, mas asseguro que dois dos mais notáveis foram de um atacante de 25 anos que tentará ajudar seu país a… eliminar Messi e companhia.

Ahmed Musa, de 1,73 m e 62 kg, brilhou no 2 a 0 das Super Águias (apelido da seleção nigeriana) contra a estreante Islândia, que arrancara um empate dos argentinos (1 a 1) na primeira rodada.

Na primeira rodada, aliás, elegi como os três gols mais bonitos um do Brasil, um da Espanha e um da Rússia.

Nesta, não tenho como deixar fora da lista os dois de Musa e fecho a relação com um gol marcado diante da… Argentina de Messi e companhia.

Novamente convido o leitor a vê-los e a emitir opinião. Qual deles é o mais bonito, e por quê?

Ei-los, em ordem cronológica.

1 – Ante Rebic, o primeiro da Croácia na vitória por 3 a 0 sobre a Argentina, no dia 21, em Nijni Novgorod. (Aos 35 segundos do vídeo a seguir.)

Gol de Rebic (Reprodução/FifaTV)

Por que foi escolhido?

Pela precisão e pela plasticidade. A falha do goleiro Caballero foi grotesca, porém não é nada fácil acertar um voleio daqueles, especialmente quando se é pego de surpresa. “Uma finalização absolutamente magnífica” foram as palavras do locutor da Fifa.

2 – Ahmed Musa, o primeiro da Nigéria na vitória por 2 a 0 sobre a Islândia, no dia 22, em Volgogrado. (Aos 16 segundos do vídeo a seguir.)

Gol de Musa (Reprodução/FifaTV)

Por que foi escolhido?

Pelo excepcional domínio de bola. Cruzamento de Moses da direita, na grande área, e Musa apara a bola com o pé direito e, com o mesmo pé e sem deixá-la cair, fuzila o goleiro Halldorsson. Um gol de Pelé. “A conclusão, bem… ela fala por si mesma. Um chute maravilhoso”, registrou o narrador da Fifa.

3 – Ahmed Musa, o segundo da Nigéria na vitória por 2 a 0 sobre a Islândia, no dia 22, em Volgogrado. (Aos 55 segundos do vídeo a seguir.)

Gol de Musa (Reprodução/FifaTV)

Por que foi escolhido?

Pela velocidade, pela habilidade e pela frieza. Em exatos seis segundos, o nigeriano deixou para trás o zagueiro Árnason, driblou o goleiro Halldorsson e teve tranquilidade para, com Ingason à frente, escolher o canto da finalização. “Um show de Musa”, resumiu o locutor da Fifa.

O croata Rebic pode ganhar um descanso no jogo diante da Islândia, também nesta terça, já que seu país, com duas vitórias, já está classificado para as oitavas de final.

Musa, não. É certo que será escalado contra a Argentina, pois a Nigéria precisa ganhar para avançar. Se empatar, tem de torcer contra a Islândia. Se perder, está fora, pois é ultrapassada por Messi e companhia.

Leia também: Para Sampaoli, Argentina estreia na Copa nesta terça

Leia também: Que seja o último jogo de Messi em Copas, diz nigeriano