França tem o elenco mais caro da Copa; Panamá, o mais barato

Se o fator financeiro imperar, a França ganhará a Copa do Mundo pela segunda vez, exatos 20 anos após a primeira conquista.

O Azuis são a seleção, entre as 32 que disputarão o Mundial da Rússia a partir do dia 14, que possui o maior valor de mercado.

Somados, os 23 jogadores que integram o selecionado francês valem € 1,08 bilhão (R$ 4,73 bilhões).

Quem atesta isso é o site Transfermarkt, especializado em avaliar o preço dos futebolistas.

Para que o leitor tenha ideia de quanto significa essa quantia, ela equivale ao preço de construção de quatro estádios para a Copa deste ano, os de Kaliningrado, Rostov, Saransk e Samara. Ou seja, é possível erguer quatro arenas com o valor dos jogadores da seleção francesa.

De acordo com o site alemão, a Espanha tem o segundo grupo mais valioso, não muito atrás da França: € 1,04 bilhão.

Os demais elencos que estarão na Copa não ultrapassam o bilhão de euros, sendo o Brasil o que mais se aproxima: € 950 milhões. Completam o top 5 a Inglaterra (€ 874 milhões) e a Alemanha (€ 872 milhões).

No outro extremo da relação do Transfermarkt, aparece o Panamá, que participará pela primeira vez de uma Copa do Mundo.

O elenco da seleção da América Central vale € 9,43 milhões (R$ 41,3 milhões), ou menos do que, por exemplo, o volante tunisiano Skhiri, de 23 anos, avaliado em € 10 milhões, mesma cotação do consagrado meia espanhol Iniesta, de 34 anos.

Os jogadores da França com maior valor de mercado são os atacantes Mbappé, de apenas 19 anos (€ 120 milhões), Griezmann (€ 100 milhões) e Dembelé (€ 80 milhões), o meia Pogba (€ 90 milhões) e o zagueiro Varane (€ 70 milhões), que atuam respectivamente por Paris Saint-Germain, Atlético de Madri, Barcelona, Manchester United e Real Madrid.

Não são eles, contudo, os que estão no topo da lista, e sim dois sul-americanos, ambos cotados a € 180 milhões: o argentino Messi, de 30 anos, e o brasileiro Neymar, de 26 – que teria desvalorizado, já que o PSG desembolsou € 222 milhões em agosto de 2017 para tirá-lo do Barcelona.

Entre eles e Mbappé, figuram, todos com valor de € 150 milhões, o inglês Harry Kane, o belga Kevin de Bruyne e o egípicio Mohamed Salah.

Messi, valor de mercado € 180 milhões, em amistoso em Buenos Aires no qual a Argentina derrotou o Haiti por 4 a 0 e ele marcou três gols (Eitan Abramovic – 29.mai.2018/AFP)
Neymar comemora ao fazer o primeiro gol do Brasil em amistoso contra a Croácia em Liverpool (Andrew Yates – 3.jun.2018/Reuters)

Confira os valores de mercado (em euros) de todas as seleções que estarão no Mundial russo.

  1. França – 1,08 bilhão
  2. Espanha – 1,04 bilhão
  3. Brasil – 950 milhões
  4. Inglaterra – 874 milhões
  5. Alemanha – 872 milhões
  6. Bélgica – 758 milhões
  7. Argentina – 708 milhões
  8. Portugal – 468 milhões
  9. Uruguai – 368 milhões
  10. Croácia – 341 milhões
  11. Senegal – 288 milhões
  12. Polônia – 260 milhões
  13. Dinamarca – 258 milhões
  14. Colômbia – 251 milhões
  15. Sérvia – 240 milhões
  16. Suíça – 213 milhões
  17. Egito – 197 milhões
  18. México – 144 milhões
  19. Rússia – 138 milhões
  20. Nigéria – 131 milhões
  21. Marrocos – 123 milhões
  22. Suécia – 116 milhões
  23. Coreia do Sul – 84 milhões
  24. Islândia – 74 milhões
  25. Japão – 72 milhões
  26. Tunísia – 58 milhões
  27. Austrpalia – 50 milhões
  28. Irã – 43 milhões
  29. Costa Rica – 42 milhões
  30. Peru – 37 milhões
  31. Arábia Saudita – 19 milhões
  32. Panamá – 9,4 milhões
O volante Anibal Godoy (à dir.), mais valioso panamenho (€ 800 mil), no empate sem gols com a Irlanda do Norte em amistoso na Cidade do Panamá (Rodrigo Arangua – 29.mai.2018/AFP)