Filho de Marcelo esbanja habilidade, e atletas do Real Madrid vibram

Titular da seleção brasileira desde 2012, Marcelo é o melhor lateral esquerdo da atualidade.

Titular do Real Madrid desde 2007, ele tentará daqui a dez dias, diante do Liverpool, obter mais um importantíssimo título com a equipe merengue, o da Liga dos Campeões da Europa.

Se ele vier, diante do Liverpool, no sábado (26), em Kiev, capital da Ucrânia, será a quarta vez que o carioca de 30 anos erguerá a taça da Champions, a popular “orelhuda” – devido às suas enormes alças. Nenhum brasileiro atingiu tal feito.

Enquanto Marcelo espera por essa chance ímpar, aproveita para, nos intervalos dos treinos, descontrair ao lado dos companheiros de clube.

É bom, a fim de não pensar muito por enquanto em Mohamed Salah, o egípcio do Liverpool que faz temporada arrasadora e que ataca justamente pelo lado em que Marcelo defende.

Tal pai, tal filho (até na cabeleira); Marcelo brinca com o filho Enzo (Reprodução – 29.mar.2018/Instagram de Marcelo Vieira)

Muito ligado aos filhos (Enzo, de 8 anos, e Liam, de 2, ambos da união com Clarisse), decidiu levar o mais velho para o centro de treinamento do Real e lhe dar a oportunidade de mostrar sua habilidade com a redonda.

E não é que o pequeno Enzo deu um grande show? E não foi com os pés, mas com a cabeça.

No vestiário do clube, ele trocou passes com a cuca com os jogadores madridistas, incluindo o pai coruja, Casemiro, o croata Modric e o capitão Sergio Ramos, dando exatos 13 toques (precisos!) na bola antes de encestá-la.

Foi o suficiente para os atletas do Real delirarem, fazendo uma empolgante rodinha para festejar Enzo, erguido por um Marcelo em júbilo. Parecia comemoração de final de campeonato.

A cena foi registrada, o lateral a publicou em rede social, e ela viralizou. Até as 4h15 desta quarta (16), tinham sido  4.272.981 visualizações em um intervalo de 13 horas.

Muito bacana. A conferir se Marcelo exibirá também em vídeo outras qualidades futebolísticas de Enzo – se for tão bom com os pés como com a cabeça, pode estar surgindo um futuro craque.