Gabriel Jesus põe Manchester City em seleto clube dos 100 pontos

O Manchester City entrou para um seletíssimo clube: o dos times que conseguiram, em uma temporada com 38 jogos para cada equipe, somar 100 pontos.

Levantamento da Uefa (entidade que rege o futebol na Europa) mostra que, antes da equipe de Manchester, só quatro vezes um time alcançou a marca centenária de pontos em uma divisão de elite no velho continente.

O recordista é o Celtic, da Escócia: 103 pontos na temporada 2001/2002 (33 vitórias, quatro empates e uma derrota).

Em 2013/2014, a Juventus chegou aos 102 pontos (33 v, 3 e, 2 d) na Itália. Na Espanha, tanto Real Madrid (em 2011/2012) como Barcelona (2012/2013) foram campeões com exatos 100 pontos (32 v, 4 e, 2 d).

Neste domingo (13), o feito do Man City veio em cima da hora, aos 48 minutos do segundo tempo. E graças a um brasileiro.

No último minuto dos acréscimos da partida contra o Southampton, 0 a 0 no placar, o excelente belga De Bruyne fez um lançamento perfeito de mais de 60 metros.

Sozinho e em velocidade, Gabriel Jesus, titular da seleção brasileira, dominou a bola na entrada da grande área com a canhota e, de direita, deu um leve toque que encobriu o goleiro McCarthy.

Um golaço, para delírio do técnico Pep Guardiola e da torcida do Man City no estádio Saint Mary, em Southampton.

Ficou a sensação de um fim de temporada perfeito para o time azul de Manchester.

No campeonato nacional, sim. Foram 32 vitórias, quatro empates e duas únicas derrotas (4 a 3 para o Liverpool e 2 a 3 para o Manchester United), e o título da Premier League (Campeonato Inglês) veio com antecedência (na 33ª rodada).

A equipe encantou, com um futebol hiperofensivo (106 gols, média de 2,8 por jogo), moldado no estilo do treinador espanhol, de muita posse bola (66%, em média, por partida), e uma defesa sólida (a menos vazada, 27 gols, média de 0,7 por partida).

O Man City também ganhou a Copa da Liga Inglesa, o terceiro torneio em importância na Inglaterra (3 a 0 no Arsenal, no fim de fevereiro), atrás da Premier League e da Copa da Inglaterra.

Um gostinho amargo ficará por conta da eliminação ante o Liverpool nas quartas de final da Liga dos Campeões da Europa (duas derrotas, 3 a 0 fora e 2 a 1 em casa) – no próximo dia 26, o Liverpool duela com o Real Madrid, em Kiev (Ucrânia), pelo título europeu.

Mas não dá para ganhar sempre, nem tudo, e este Man City deve ser lembrado futuramente como uma das equipes de futebol de encher os olhos dos fãs do futebol bem jogado.

Vale registrar o time-base: Ederson; Walker, Kompany (Stones), Otamendi e Delph (Danilo); Fernandinho, David Silva e De Bruyne; Sterling, Agüero (Gabriel Jesus) e Sané.

Em tempo 1: O Manchester City não teve um superartilheiro no Inglês, dividindo seus gols por vários jogadores. Agüero, com 21 gols, Sterling, com 18, e Gabriel Jesus, com 13, foram os principais goleadores. O artilheiro do campeonato foi o egípcio Mohamed Salah, em temporada espetacular. Seus 32 gols superaram os 31 marcados por Alan Shearer (Blackburn, em 1993/1994), Cristiano Ronaldo (Manchester United, 2007/2008) e Luis Suárez (Liverpool, 2013/2014), então recordistas em temporada com 20 clubes na disputa.

Em tempo 2: No Campeonato Brasileiro, o time que mais pontos acumulou no atual formato (20 equipes) é o Corinthians, campeão em 2015 com 81 pontos em 38 jogos. Em 2003, o Cruzeiro somou 100 pontos, mas em 46 partidas (a competição teve 24 participantes).