Tunísia tem baixa significativa para a Copa do Mundo

Um dos azarões da Copa do Mundo da Rússia, a Tunísia viu sua já diminuta expectativa de passar da fase de grupos ficar ainda mais reduzida.

A seleção africana perdeu para o Mundial o meia-atacante Youssef Msakni, de 27 anos, que sofreu séria lesão no joelho no sábado (7) em partida de seu clube, o Al Duhail, do Qatar.

Msakni foi o vice-artilheiro do Campeonato Qatariano – encerrado no fim de semana com seu time campeão –, com 25 gols em 22 partidas, e é uma das duas estrelas entre os jogadores da Tunísia, junto com camisa 10 Wahbi Khazri, do Rennes (França).

Com papel decisivo na classificação tunisiana ao Mundial ao fazer três gols na goleada por 4 a 1 contra Guiné, na penúltima partida da seleção nas eliminatórias da África, Msakni ficará seis meses afastado do futebol.

A Tunísia está no Grupo G, ao lado dos favoritos Bélgica e Inglaterra e do estreante Panamá, este tão ou mais azarão que ela.

Em quatro participações em Mundiais (1978, 1998, 2002 e 2006), os tunisianos acumulam sete derrotas, quatro empates e uma única vitória, na Argentina, 40 anos atrás, 3 a 1 no México. Caiu sempre na primeira fase.

Os outros países africanos classificados para a Copa da Rússia, que começa no dia 14 de junho, são Egito, Marrocos, Nigéria e Senegal.

Leia também – O grupo da morte da Copa da Rússia é o da Argentina