Liga das Nações realiza sorteio; conheça o torneio entre seleções europeias

A Liga das Nações, novo torneio entre seleções da Europa, realizou nesta quarta (24) seu sorteio inaugural, em Lausanne (Suíça).

Idealizada para substituir os amistosos entre seleções europeias, a competição terá início em setembro deste ano, com a final em junho de 2019.

Todos os 55 países filiados à Uefa participarão da Liga das Nações, divididos, de acordo com ranking de pontos da entidade que rege o futebol no velho continente, em quatro divisões.

Além de eleger um campeão, o que gera interesse natural para torcedores e espectadores, ela oferecerá recompensa na forma de classificação para um campeonato mais importante.

Serão quatro vagas para a Eurocopa de 2020, a ser realizada em 13 nações diferentes para comemorar os 60 anos de vida do campeonato – até o inexpressivo (no terreno futebolístico) Azerbaijão abrigará jogos.

Com participação do brasileiro Deco (centro), ex-jogador da seleção de Portugal, a Uefa sorteou os grupos da edição inaugural da Liga das Nações (Reprodução/Site da Uefa)

Cada divisão da Liga das Nações tem quatro grupos, e, em cada um deles, cada seleção joga duas vezes contra quem está em seu grupo. Os campeões das chaves se classificam para a fase semifinal; os últimos colocados são rebaixados de divisão.

A primeira divisão oferecerá confrontos de grande interesse.

O sorteio colocou em um mesmo grupo, o A, Alemanha, França (ambas campeões do mundo, a primeira quatro vezes e a segunda, uma vez) e Holanda (três vezes vice-campeã mundial). Três gigantes do futebol.

Outra chave com dois campeões de Copas do Mundo (uma vez cada um) é a D: Inglaterra e Espanha estão nela. O terceiro membro do grupo é a perigosa Croácia, de Modric (Real Madrid), Rakitic (Barcelona) e Mandzukic (Juventus), entre outros muito bons jogadores.

A Itália, tetracampeã do mundo – que não se classificou para a Copa deste ano –, caiu no grupo C, assim como Portugal (atual campeão europeu) e Polônia.

O grupo B, que conta com equipes menos renomadas, terá Bélgica (cabeça de chave no Mundial da Rússia), Suíça (primeiro rival do Brasil na Copa-2018) e Islândia (que estreará em Mundiais).

Dentre as seleções que estarão na Copa do Mundo deste ano, três estão na segunda divisão na Liga das Nações (Rússia, Suécia e Dinamarca), e uma na terceira divisão (a Sérvia, último rival da seleção brasileira na primeira fase).

A quarta divisão tem seleções fraquíssimas, geralmente vítimas de goleadas nos duelos com as gigantes continentais: Geórgia, Letônia, Cazaquistão, Andorra, Belarus, Luxemburgo, Moldova, San Marino, Azerbaijão, Ilhas Faroë, Malta, Kosovo, Macedônia, Armênia, Liechtentein e Gibraltar.

Leia também: Saco de pancadas, Andorra quebra jejum de quase 13 anos sem vitória em jogos oficiais

A Liga das Nações dá a uma delas a certeza de disputar a próxima Eurocopa.

A Euro-2020 terá 24 participantes, e 20 deles serão conhecidos pelo habitual qualificatório, com dez grupos e os dois primeiros de cada um obtendo a classificação.

As quatro vagas restantes virão da Liga das Nações, uma por divisão.

Como é improvável que um dos 16 países da última divisão da Liga das Nações se qualifique via eliminatórias, aquele que ganhar a final da divisão celebrará também a ida para o Europeu de seleções.

Os favoritos, na minha opinião, são Belarus, Letônia (duas ex-repúblicas soviéticas) e Macedônia (ex-república iugoslava).