Suspensão de holandês por simulação cria um importante precedente no futebol

Por Luís Curro

Faz pouco tempo, escrevi que um clube sueco implantou uma regra interna pela qual jogador de suas fileiras que tentar obter vantagem por meio de simulação será punido.

Volto ao tema para registrar o que considero um marco no futebol, um precedente muito importante, contra atletas que se passam por atores para ludibriar a arbitragem.

O holandês Kevin Strootman durante treinamento da Roma (Reprodução/Site da AS Roma)

A federação italiana puniu com dois jogos de suspensão o meio-campista holandês Kevin Strootman, de 27 anos, que, descaradamente, caiu na área da Lazio durante o clássico com a Roma, no estádio Olímpico, no domingo (30).

Na jogada, o zagueiro brasileiro Wallace (ex-Cruzeiro) deu um carrinho na direção da bola. Não a acertou. Porém também não resvalou em Strootman – nem chegou perto de tocá-lo.

O holandês saltou, fez um rodopio incompleto, fingindo ter sido atingido, e obteve seu intento. Pênalti para a Roma, convertido por De Rossi, 1 a 1 no placar.

O lance da simulação de Strootman, em Roma x Lazio, no Campeonato Italiano (Reprodução YouTube/Serie A TIM)

No segundo tempo, a Lazio marcou mais dois gols e venceu o jogo por 3 a 1, então o ganho deslealmente obtido por Strootman não surtiu efeito.

O que não impediu a federação de, encerrada a partida, recorrer às imagens de TV e decidir pela sanção ao holandês, com base em “sério comportamento antiesportivo”.

Até onde sei, um ato inédito. E correto.

A atitude dos dirigentes italianos, que deveria ser padrão no mundo da bola mas nunca foi, deve ser vista e, nada mais nada menos, imitada.

Em um tempo de debate acalorado sobre a videoarbitragem, é imperioso cada país instalar uma comissão com o intuito de assistir às partidas após o encerramento das mesmas e avaliar se jogadores e técnicos devem ser punidos por seus respectivos comportamentos – valendo também para o árbitro e assistentes que erraram em lances capitais.

Em tempo: A Roma ainda recorreu (gostaria de saber que argumento alegou, pois não há um que eu consiga considerar; as imagens em vídeo da simulação são claríssimas). Naturalmente, perdeu, e Strootman não estará em campo pela vice-líder do Campeonato Italiano nos duelos com o Milan (domingo, dia 7) e com a líder Juventus (domingo, dia 14).