‘Fazer gol é uma libertação’, afirma Cavani, o atual artilheiro da temporada

Por Luís Curro

Não é Messi, o astro do Barcelona, e não é Cristiano Ronaldo, a estrela no Real Madrid. O argentino e o português são os dois melhores jogadores do mundo, porém nenhum deles é o principal artilheiro da temporada 2016/2017 na Europa.

O uruguaio Edinson Cavani, ao anotar dois gols na goleada do Paris Saint-Germain no jogo desta terça (24) contra o Bordeaux, pela Copa da Liga da França, chegou a 34 tentos em 35 partidas, por seu clube e pela seleção de seu país.

O atacante de 29 anos supera Messi (que tem a mesma idade) por um gol. A “Pulga” balançou as redes 33 vezes em 34 jogos (pelo Barça e pela seleção argentina). Dois anos mais velho, o CR7 marcou 25 gols em 26 partidas (pelo Real e por Portugal).

Cavani é o artilheiro do Campeonato Francês (Ligue 1), com 20 gols em 19 jogos. Pelo PSG, ainda fez seis gols na Liga dos Campeões da Europa, dois na Copa da Liga da França e um na International Champions Cup. Pelo Uruguai, foram cinco, todos nas eliminatórias para a Copa da Rússia.

No fim da semana passada, Cavani deu uma entrevista ao canal Sky Sports na qual externou o que sente quando vê a bola no gol adversário: “É uma libertação”.

Cavani comemora ao marcar contra o Bordeaux na goleada por 4 a 1 do PSG na Copa da Liga da França (Nicolas Tucat - 24.jan.2017/AFP)
Cavani comemora ao marcar contra o Bordeaux na goleada por 4 a 1 do PSG na Copa da Liga da França (Nicolas Tucat – 24.jan.2017/AFP)

“É uma mistura de sensações que só os artilheiros podem descrever. Nós trabalhamos para isso, fazer gols, e é como um compromisso e uma exigência. Então, ao marcar, há uma descarga de emoções: alegria, felicidade, satisfação. É muito lindo e especial”, disse o uruguaio, que se considera uma mescla de centroavante “moderno” com um “de área, de raça, agressivo e finalizador”.

Com muitos gols nos último meses, Cavani já “se libertou”, apenas na Ligue 1, mais vezes que em todo o campeonato passado, no qual marcou 19 vezes.

O aguçadíssimo faro artilheiro ainda o fez obter um feito. Os dois gols contra o Bordeaux o tornaram o segundo maior artilheiro do PSG, com 109 gols, junto com o português Pauleta, já aposentado, que atuou pelo clube de 2003 a 2008. O uruguaio chegou à equipe parisiense em 2013.

À frente deles está somente o sueco Ibrahimovic, que se transferiu para o Manchester United no fim da temporada 2015/2016. Ibra tem 156 gols pelo PSG. Um recorde que, se mantiver o atual ritmo goleador, Cavani deve alcançar já na temporada 2017/2018.

Leia também – Quem é melhor? Cavani x Ibrahimovic

Em tempo 1: Haverá em breve Cavani x Messi. PSG e Barcelona duelam pelas oitavas de final da Champions League, nos dias 14 de fevereiro (na França) e 8 de março (na Espanha). 

Em tempo 2: Cavani terá a defesa do Brasil pela frente, e vice-versa, na retomada das eliminatórias sul-americanas para a Copa de 2018, no fim de março. O jogo será no estádio Centenario, em Montevidéu. Cavani, nas últimas quatro vezes em que lá jogou (sempre vitórias uruguaias), marcou sete gols. Em março do ano passado, com o Brasil ainda na era Dunga, em jogo pelas eliminatórias em Pernambuco, ele também deixou sua marca no 2 a 2.