Português vence prêmio de melhor jogador jovem de 2016

Por Luís Curro

Pela primeira vez um futebolista português faturou o prêmio de melhor jogador jovem do ano que é entregue pelo jornal “Tuttosport”.

O meia Renato Sanches, de 19 anos, ex-Benfica, contratado no meio deste ano pelo Bayern de Munique por € 35 milhões (R$ 120 milhões pelo câmbio atual), foi o escolhido em votação de jornalistas para ficar com o troféu Golden Boy (Garoto de Ouro), dado ao mais destacado jogador de até 21 anos em atuação na Europa.

Renato Sanches (dir.) na partida contra o Eintracht Frankfurt pela Bundesliga (Reprodução - 15.out/2016/Site do Bayern de Munique)
Renato Sanches (dir.) no jogo com o Eintracht Frankfurt na Bundesliga (Reprodução – 15.out/2016/Site do Bayern de Munique)

De acordo com o “Tuttosport”, ele superou a concorrência de, entre outros, Rashford (inglês do Manchester United) e Coman (francês do Bayern). O jornal qualificou Renato Sanches de “meio-campista maravilhoso”.

Quatro brasileiros concorreram: Gabigol (Inter de Milão-ITA), Boschilia (Monaco-FRA), Danilo Barbosa (Benfica-POR) e Nathan (Vitesse-HOL).

É justo Renato Sanches ganhar o prêmio? Ele teve como maiores trunfos o gol marcado contra a Polônia, nas quartas de final da Eurocopa (o jogo foi 1 a 1, e Portugal avançou nos pênaltis), o fato de ter se sagrado campeão europeu nessa mesma Euro, disputada em junho e julho na França, e os títulos do Campeonato Português e da Copa da Liga de Portugal com o Benfica.

X

O inglês Dele Alli, de 20 anos, também meia e que defende o Tottenham, jogou mais bola que Renato Sanches nos últimos 12 meses, na minha opinião, porém não ganhou nenhum título e fez uma Eurocopa discreta.

O prêmio do “Tuttosport”, diário italiano fundado em 1945, existe desde 2003, e nomes como Messi, Rooney, Agüero, Balotelli, Götze e Pogba já o conquistaram. Entre os brasileiros, venceram o volante Anderson (ex-Grêmio, hoje no Internacional) e o atacante Alexandre Pato (ex-Inter, Corinthians e São Paulo e atualmente no Villarreal, da Espanha).

Eis a lista com todos os ganhadores do Golden Boy:

2003 – Rafael van der Vaart (Holanda/Ajax)
2004 – Wayne Rooney (Inglaterra/Manchester United)
2005 – Lionel Messi (Argentina/Barcelona)
2006 – Cesc Fàbregas (Espanha/Arsenal)
2007 – Sergio Agüero (Argentina/Atlético de Madrid)
2008 – Anderson (Brasil/Manchester United)
2009 – Alexandre Pato (Brasil/Milan)
2010 – Mario Balotelli (Itália/Manchester City)
2011 – Mario Götze (Alemanha/Borussia Dortmund)
2012 – Isco (Espanha/Málaga)
2013 – Paul Pogba (França/Juventus)
2014 – Rasheem Sterling (Inglaterra/Liverpool)
2015 – Anthony Martial (França/Manchester United)
2016 – Renato Sanches (Portugal/Bayern de Munique)

Messi, então com 18 anos, com seu troféu Golden Boy, entre os colegas de Barcelona Ronaldinho e Eto'o (Manu Fernandez - 20.dez.2005/Associated Press)
Messi, então com 18 anos, com o seu troféu Golden Boy, entre o brasileiro Ronaldinho e o camaronês Eto’o, companheiros de Barcelona (Manu Fernandez – 20.dez.2005/Associated Press)

Em tempo 1: Sentiu falta de Cristiano Ronaldo? O português tem essa lacuna em sua premiada carreira. Na eleição de 2004, ficou atrás de Rooney, seu colega de Mancheter United; na de 2005, ganha por Messi, o CR7 foi o quinto mais bem votado.

Em tempo 2: Nesta segunda (24), a revista “France Football” divulgou a lista dos 30 concorrentes à tradicional Bola de Ouro, prêmio concedido ao melhor jogador dos últimos 12 meses. Cristiano Ronaldo é favoritíssimo a ganhar o troféu pela quarta vez, o que o deixará com só um a menos que Messi, eleito cinco vezes – o único brasileiro na disputa, pelo terceiro ano seguido, é Neymar. Como a “France Football” desfez a parceria com a Fifa que existia desde 2010, haverá dois melhores do mundo, um eleito por jornalistas (prêmio da revista) e outro por treinadores e jogadores (prêmio da entidade máxima do futebol).