Griezmann diz merecer ganhar o prêmio de melhor jogador da Europa

Por Luís Curro

Artilheiro da Eurocopa-2016, com seis gols, e do Atlético de Madri em 2015/2016, com 32 gols, o atacante Antoine Griezmann declarou merecer o prêmio de melhor futebolista do velho continente, oferecido anualmente pela Uefa (entidade que rege o esporte na Europa).

“Não quero parecer arrogante, mas eu mereço esse prêmio porque tive uma ótima temporada tanto com o clube como com a seleção nacional”, afirmou o francês de 25 anos ao diário sata24, de Zagreb (Croácia).

Griezmann foi eleito o melhor jogador na Eurocopa-2016 (Reprodução/Site do Atlético de Madri)
Griezmann foi eleito o melhor jogador na Eurocopa-2016 (Reprodução/Site do Atlético de Madri)

Griezmann concorre, em votação que será realizada nesta quinta (25), em Mônaco, com o português Cristiano Ronaldo e com o galês Gareth Bale, ambos do Real Madrid. A escolha será feita por 55 jornalistas (um de cada país membro da Uefa).

Messi, ganhador em 2015, não teve votos suficientes para figurar entre os três finalistas. Certamente contribuiu para isso ele não ter conseguido conquistar a Copa América Centenário – na disputa de pênaltis contra o Chile, na fila, “La Pulga” errou a cobrança.

Griezmann acha que merece o troféu, porém, na minha análise, não merece.

Faltou-lhe, para ter chance de superar o favorito Cristiano Ronaldo, fazer gol(s) na decisão da Eurocopa – nessa partida, o CR7 saiu de campo, machucado, na meta do primeiro tempo. Griezmann tentou, mas parou no goleiro Rui Patrício. A França perdeu, em casa, por 1 a 0.

X

Sem entrar no mérito de ele soar ou não arrogante (esse adjetivo é um dos que se aplicam a Cristiano Ronaldo), Griezmann não só não foi campeão da Euro como não foi campeão de nada na temporada passada.

O Atlético perdeu a decisão da Champions League para o Real Madrid, ficou atrás de Barcelona e de Real no Espanhol, caiu nas quartas de final da Copa do Rei.

Não basta jogar bem, é preciso ganhar. A Champions, em especial, tem um peso muito forte na definição do vencedor do prêmio de melhor jogador da Europa.

Desde que a premiação existe, quatro dos cinco ganhadores haviam sido campeões do badalado campeonato naquele ano. Aconteceu com Messi (Barcelona, 2011 e 2015), Ribéry (Bayern, 2013) e Cristiano Ronaldo (Real, 2014). A exceção é Iniesta, do Barcelona, vencedor em 2012 ao brilhar com a Espanha campeã europeia (o Chelsea faturou a Liga dos Campeões).

E Bale, que jogou muito pelo País de Gales, semifinalista da Euro-2016? Alguma chance? Ele mesmo não bota muita fé, conforme declarou ao jornal croata. “Seria sensacional ganhar o prêmio, mas eu gosto de focar o que posso fazer pelo meu time. O time vem em primeiro lugar.”

Bale marcou três gols na Euro e 20 pelo Real em 2015-2016. É pouco na comparação com Griezmann, que não fez o suficiente para superar Cristiano Ronaldo, três gols da Euro e 51 pelo Real, sendo 16 desses na Champions – de quebra, converteu o pênalti decisivo na disputa com o Atlético na decisão do torneio.

X

Já trintão (31), o CR7 está com as duas mãos no troféu.

Em tempo: Uma curiosidade sobre Griezmann. Ele joga sempre, mesmo que esteja calor, com camisa de mangas compridas. A razão: uma homenagem ao inglês David Beckham, seu ídolo de infância, que, possivelmente por estilo (era um jogador metrossexual), vestia mangas longas.