El Clásico: quem leva vantagem, Cristiano Ronaldo ou Messi?

Por Luís Curro

Quando se fala em Barcelona x Real Madrid (El Clásico), e haverá um neste sábado (2), às 15h30 (com ESPN Brasil), fala-se também obrigatoriamente de Messi x Cristiano Ronaldo.

Afinal, dos últimos oito prêmios de melhor jogador do mundo, um deles sempre foi o vencedor. Messi, cinco vezes (2009 a 2012 e 2015); Cristiano Ronaldo, três (2008, 2013 e 2014).

X

E qual deles sobressai no duelo Barcelona x Real Madrid?

O argentino já defendia o Barça quando o português chegou ao Real, na metade de 2009.

Desde então, houve 25 confrontos entre as equipes, 13 pelo Campeonato Espanhol, 6 pela Copa do Rei, 4 pela Supercopa da Espanha e 2 pela Liga dos Campeões da Europa.

Messi esteve em campo em todos os 25, começando um na reserva. Cristiano Ronaldo atuou em 24, entrando no decorrer da partida em um – ficou fora, por lesão, da final da Copa do Rei de 2014, vencida pelo Real por 2 a 1.

Então são 24 os confrontos diretos entre a Pulga e o CR7 em quase seis anos e meio, por seus respectivos clubes. E Messi, no duelo individual, leva vantagem. Marcou 15 gols (4 de pênalti). Cristiano Ronaldo também marcou os mesmos 15 gols (4 de pênalti).

Onde está a vantagem, então?

Nas assistências. E por goleada. O camisa 10 do time catalão deu dez passes que resultaram em gol nesses 24 jogos. O camisa 7 da equipe merengue, fominha por natureza, apenas um.

De toda forma, em gols ambos estão iguais, então o jogo no Camp Nou pode significar o desempate. Além disso, Messi, que ficou dois meses sem jogar em 2015 (entre setembro e novembro) por estar lesionado, vive fase goleadora e passou a perseguir Cristiano Ronaldo na artilharia do Espanhol. São 28 gols até aqui do português; o argentino tem 22.

X

O que mais os números dizem em relação a esses 24 jogos?

– Que o Barcelona ganhou o dobro: 12 vitórias, contra 6 do Real Madrid – os outros 6 jogos terminaram empatados.

– Que nenhuma dessas partidas acabou sem gols – o Barça balançou as redes 47 vezes, e o Real, 33. Aliás, o último 0 a 0 entre barcelonistas e madridistas foi em novembro de 2002 – desde então, em 38 jogos, as redes balançaram pelo menos uma vez.

– Que o Real Madrid, em duelos valendo taça, se deu melhor, faturando uma Supercopa da Espanha e uma Copa do Rei (não está incluída a de 2014, pois, conforme exposto, o CR7 não jogou). O Barcelona ganhou uma Supercopa da Espanha.

– Que o Barcelona triunfou no único mata-mata pela Champions League, nas semifinais de 2011 (ganhou fora e empatou em casa).

Em tempo 1: O primeiro jogo dessa série que confrontou Messi e Cristiano Ronaldo ocorreu em novembro de 2009 e os treinadores eram Pep Guardiola (Barcelona) e Manuel Pellegrini (Real Madrid). Curiosamente, agora, em 2016, o primeiro substituirá o segundo no meio do ano, no inglês Manchester City. Aquela partida acabou 1 a 0 para 0 Barça, gol de Ibrahimovic. 

Em tempo 2: O jogo deste sábado é pelo Campeonato Espanhol, que o Barcelona lidera com folga. Tem 76 pontos, 10 a mais que o adversário (terceiro na tabela) e 9 a mais que o Atlético de Madri. No primeiro turno, mesmo atuando no Santiago Bernabéu, o Barça enfiou 4 a 0 no Real. Que vai ao Camp Nou, agora com o técnico Zidane, em busca de vingança. Brasileiros em campo? Pelo Barcelona, Daniel Alves e Neymar, talvez Adriano, já que Jordi Alba contundiu-se e é dúvida. Pelo Real, Marcelo e, possivelmente, Danilo e Casemiro.

Em tempo 3: Caso Messi marque contra o Real, chegará ao gol de número 500 em sua carreira.