Holandês se escala em todas as posições em time dos sonhos

Por Luís Curro

Se fosse Cristiano Ronaldo, do Real Madrid, que considera que o mundo gira ao redor dele, haveria lógica. Se fosse Ibrahimovic, do PSG, outro egocêntrico de carteirinha, também.

Além disso, os dois são atacantes artilheiros, consagrados no planeta bola. Independentemente de se gostar ou não da personalidade deles, não dá para afirmar que não são craques de primeiríssima linha. Sem eles, o esporte teria menos plástica, em campo, e menos graça, fora dele, sem dúvida.

Mas, partindo de Jetro Willems (também conhecido como “quem”?), a atitude “olhe para mim, sou melhor que todos” surpreendeu.

Convidado pela Uefa, a entidade que rege o futebol na Europa, a montar o seu “time dos sonhos” de cinco jogadores (um goleiro e quatro na linha), o lateral esquerdo do PSV Eindhoven se escalou em todas as posições, até na de guarda-metas.

“Eu me escolheria em qualquer posição, obviamente. Cinco vezes eu mesmo. Acredite, você venceria a Champions League com essa formação”, afirmou o jogador de 21 anos e 1,69 m.

Cinco vezes Willems na seleção do próprio Willems (Reprodução/Site da Uefa)
Cinco Willems na seleção do próprio Willems (Reprodução/Site da Uefa)

Canhoto, Willems é, para a sua idade, um bom lateral, mas nada comparável a um Alaba (austríaco do Bayern de Munique), a um Jordi Alba (espanhol do Barcelona) ou a um Marcelo (brasileiro do Real Madrid). Como o holandês, há uma dezena por aí.

Presente nas seleções de base da Holanda, ele tem sido convocado para a equipe principal, porém não é titular sempre. Tem a concorrência de Riedewald, do Ajax, dois anos mais jovem, e de Pieters, do inglês Stoke City, seis anos mais velho. Também pode atuar por ali Danny Blind, do Manchester United, lateral esquerdo de origem e hoje um curinga (joga no meio e na zaga).

Willems não estará na Eurocopa deste ano (em junho, na França), pois os laranjas não se classificaram, e não veio ao Brasil para a Copa do Mundo de 2014, na qual os holandeses terminaram em terceiro lugar, porque estava contundido.

E não será desta vez que ganhará Liga dos Campeões da Europa. Nesta terça (15), o PSV decidiu seu futuro na Champions League contra o Atlético de Madri, na Espanha, e, com Willems titular em apenas uma das 11 posições, perdeu na disputa de pênaltis, por 8 a 7, depois de empate sem gols no tempo normal e na prorrogação, e foi eliminado.

Em tempo 1: A última de “Cristiano Ronaldo eu me amo”. Esta, na categoria “veja como todos me acham demais”: CR7 foi com um amigo a um tipo de lanchonete em um centro comercial, sentou-se para tomar um chá e deu um jeito de filmar a cena – apenas, entendi eu, para averiguar a sua popularidade. Sim, Cristiano, ela permanece em alta. Ato contínuo, uma pessoa após outra aproximou-se para solicitar uma foto com o português. Que, solícito, atendeu a todos e foi embora com o ego devidamente massageado.

Em tempo 2: A última de “Ibrahimovic eu me amo”. Esta, na categoria “se não me acham demais, eu me acho”: o sueco, após a conquista do título do Francês no domingo (13), com oito rodadas de antecedência, foi questionado por uma repórter se permaneceria no clube para a próxima temporada. Ele disse que tudo indica que não. A repórter insistiu, lembrou-lhe que a torcida o ama. E Ibra: “Sim, mas não acredito que possam colocar uma estátua minha no lugar da Torre Eiffel”. Mesmo parecendo ser brincadeira, pois sorriu após a declaração… aposto que ele adoraria que isso pudesse mesmo acontecer, ou não teria levantado a hipótese! E terminou assim a entrevista: “Se eles puderem fazer isso, eu ficarei. Prometo”. Até a Torre Eiffel (ela mesma), via rede social, resolveu responder ao artilheiro, dizendo adorar o bom humor dele.