Nomes para Sempre – Kaikai

Por Luís Curro

Há no futebol alguns jogadores com a fama de “cai-cai”. O “cai-cai” é aquele que, tão logo o adversário resvale nele (ou até mesmo sem resvalar, basta estar bem próximo e ameaçar), atira-se ao chão com o intuito de ganhar uma falta.

Geralmente a encenação vem incluída no “espetáculo” do “cai-cai”: não basta cair, tem que antes dar um salto espetacular (de preferência com pirueta) e depois se contorcer, se revirar, gritar de dor, levar as mãos à região supostamente atingida.

Afinal, vai que o árbitro acredita nesse teatro e mostra um cartão amarelo para o “agressor”.

Neymar por muito tempo foi visto com um dos representantes do jogador “cai-cai”. Até hoje ainda é, contudo há analistas que afirmam que isso ficou menos evidente depois da transferência do Santos para o Barcelona, em 2013, e menos evidente ainda na atual temporada.

Pelo que acompanho das partidas do Barça, Neymar raramente tem feito cena. Recebe falta atrás de falta, muitas bem duras – algumas vezes dá uma valorizada, mas não é nada escandaloso.

Pois há um jovem atacante que, se começar a aparecer para o mundo da bola, terá atenção especial de narradores, comentaristas e jornalistas esportivos brasileiros quando estiver em campo.

Nascido em Southwark (Inglaterra), filho de pais de Serra Leoa, Sullay Kaikai, de 20 anos e 1,82 m, pode em breve ter chance de ganhar espaço no londrino Crystal Palace, atual 13º colocado na Premier League, o Campeonato Inglês.

No dia 6 deste mês, pela primeira vez ele foi relacionado para uma partida da Premier. Ficou no banco no empate por 1 a 1 com o Swansea. O treinador Alan Pardew deu nesse jogo alguns minutos para outro jovem, também de 20 anos, também inglês, Hiram Boateng.

Kaikai cumprimenta o colega de 20 anos pela estreia na Premier League (Reprodução/Twitter Sullay Kaikai)
Kaikai cumprimenta o colega de 20 anos pela estreia na Premier League (Reprodução/Twitter Sullay Kaikai)

“Ganhamos um belo ponto hoje, parabéns a meu irmão Hiram pela estreia na Premier! Muito feliz por você”, escreveu Kaikai em rede social depois da partida.

Cria das categorias de base do Crystal Palace, onde começou a jogar aos 15 anos, Kaikai foi emprestado para clubes de divisões inferiores a fim de ganhar experiência. Em 2014 e 2015, defendeu três times: Crawley Town e Shrewsbury Towm, ambos da segunda divisão, e Cambridge United, da terceira divisão.

A passagem pelo Crawley foi a mais curta, de apenas dois meses, no começo de 2014. No Cambridge, onde permaneceu seis meses (de novembro de 2014 a maio de 2015), atuou em 30 partidas, 16 das quais começou na reserva, e marcou 6 gols.

No Shrewsbury, ele se destacou mais. Em apenas três meses (de setembro a dezembro de 2015), anotou 5 gols em 17 partidas, uma boa marca para um atleta jovem – atuou como titular em 14 delas. O desempenho fez o Crystal Palace resgatá-lo e reintegrá-lo ao seu elenco.

Não pude assistir a nenhum jogo do Shrewsbury, então busquei em um site de compartilhamento de vídeos lances de Kaikai para poder avaliá-lo, mesmo que superficialmente.

Em pouco mais de dois minutos, pode-se notar que é um atacante rápido, ágil e objetivo. Apesar de ter como posição original a ponta direita, não se mantém fixo ali. Gosta de se movimentar, ocupar espaços também no meio do ataque, ir ao encontro da bola, para ter chance de participar mais ativamente da partida e finalizar. E é talentoso nas bolas paradas: bate faltas com precisão, no jeito, sem muita força.

Kaikai comemora seu gol pelo Crystal Palace contra o Newcastle (Reprodução/ Site da New Era Global Sports)
Kaikai comemora seu gol pelo Crystal Palace contra o Newcastle (Reprodução/Site da New Era Global Sports)

Claro que a pergunta a ser respondida é: Kaikai é “cai-cai”?

Só vi uma jogada em que, após contato de um oponente, ele caiu. Pareceu falta. O árbitro deu falta.

Na Inglaterra, onde o jogo sempre foi e ainda é muito brigado, há uma condenação prévia dos torcedores aos atletas que simulam faltas.

Então é muito provável que desde pequeno, e no desenvolvimento de suas habilidades, Kaikai, que tem Neymar entre seus modelos de jogador de futebol (os outros são Ronaldo, Messi e Robben), tenha tomado ciência de que ser “cai-cai” não cai bem.

Será possível verificar tão logo ele jogue mais vezes (no Crystal Palace ou em alguma outra equipe europeia) e possa exibir seu futebol na TV.

Leia também – Nomes para Sempre – Success

Leia também – Nomes para Sempre – Lasagna

Em tempo: Kaikai já atuou pelo time principal do Crystal Palace uma vez, e foi bem. No dia 24 de setembro de 2014, pela Copa da Liga Inglesa, entrou no segundo tempo diante do Newcastle e nos acréscimos fez o segundo gol da equipe, levando a partida para a prorrogação – o Palace acabou perdendo o jogo por 3 a 2.