Os caras de Dunga – Convocar ou não convocar quem joga na China?

Por Luís Curro

Essa é uma pergunta que será feita a Dunga tão logo o treinador da seleção dê as caras.

Na semana que passou, um segundo jogador que tem sido chamado por Dunga deixou o Brasil para se aventurar na China, o país mais populoso do mundo: o zagueiro Gil, campeão brasileiro pelo Corinthians em 2015. O meia Renato Augusto já tinha ido antes.

Vanderlei Luxemburgo, ex-treinador da seleção brasileira, contratado para comandar o Tianjin Quanjian, clube da segunda divisão chinesa, declarou em entrevista neste sábado, dia em que a equipe levou de 4 a 2 do Taubaté em um jogo-treino na pré-temporada que faz no interior de SP, que Dunga seria “tonto” se não acompanhasse os jogadores brasucas que atuam na China.

Então a CBF terá de investir em um ou mais olheiros que se fixe(m) em território chinês, a fim de acompanhar as atuações de Renato Augusto, Gil e outros possíveis selecionáveis, como o meia Jadson e os atacantes Ricardo Goulart e Diego Tardelli.

Pois nenhuma TV brasileira transmite os jogos do Campeonato Chinês. A ESPN chegou a avaliar a possibilidade, mas esbarrou em empecilhos.

X

Goulart e Tardelli já tiveram oportunidade com Dunga e, depois da mudança para o futebol chinês, caíam no esquecimento.

Não considero que Dunga esteve, está ou estará alheio à performance dos brasileiros que estão na China. Mas o nível lá é outro.

Na França, que tem uma das melhores ligas nacionais da Europa, Thiago Silva (esquecido por Dunga desde a Copa América do ano passado) e David Luiz (que neste início de ano tem jogado muito bem) formam no Paris Saint-Germain talvez a melhor dupla de zaga do planeta.

Na Itália, Miranda defende, com mais altos do que baixos, a Inter de Milão, em um campeonato de altíssimo nível.

Dá para compará-los daqui para a frente com Gil, que atuará em uma competição de qualidade reconhecidamente muito inferior?

Renato Augusto, então… A concorrência por uma vaga em sua posição na seleção é bem forte. Vai ter que na China acumular muitos gols e assistências, ser o craque da rodada (e rodada após rodada), se quiser continuar a ser o jogador que merece um lugar entre os caras de Dunga.

Pois o que cada atleta construiu no futebol, seu passado, é importante, serve de base para avaliá-lo. Mas no esporte cada um tem que se provar no dia a dia, a cada apresentação, a cada partida, a cada treino. Mostrar que o patamar de excelência não foi perdido.

Elias (Corinthians) e Lucas Lima (Santos), que preferiram ficar no Brasil apesar de terem propostas da China, têm muito mais chance de convocação do que os que se exilaram.

Não basta ser bom, não basta ter qualidade. Jogador de futebol é ser humano, mas também é produto. E como qualquer mercadoria que deseja chamar a atenção, precisa estar exposto em vitrine de loja grande e conhecida.

A seguir, o desempenho de cada jogador da última lista de Dunga (7 dos 23 atuam no Brasil) nos últimos seis dias:

Goleiros

Alisson (Internacional) – Inter 1 x 0 Fluminense (Florida Cup). Fez uma ótima defesa no 1º tempo em chute de fora da área de Cícero. Bom

Cássio agarra a bola na partida em Kissimmee, nos EUA (Phelan M. Ebenhack - 20.jan.2016/Associated Press)
Cássio agarra a bola na partida em Kissimmee, nos EUA (Phelan M. Ebenhack – 20.jan.2016/Associated Press)

Cássio (Corinthians) – Corinthians 3 x 2 Shakhtar Donetsk (Florida Cup). Em sua primeira atuação no ano, levou dois gols, nos quais não teve culpa. No resto do jogo, a mira ruim dos atacantes do Shakhtar o ajudou. Aos 42 minutos do 2º tempo, fez muito boa defesa em cobrança de falta de Rakitskiy, impedindo o empate da equipe ucraniana. Fort Lauderdale 0 x 0 Corinthians (amistoso). Tite deu chance aos reservas, então Cássio ficou fora dessa partida. Bom

Jefferson (Botafogo) – Desportiva Ferroviária 2 x 1 Botafogo (amistoso). Em sua primeira partida no ano, não teve responsabilidade nos gols da equipe capixaba – ambos após cobrança de escanteio, ambos de cabeça, ambos do zagueiro Willyan. Regular

Defesa

Daniel Alves (Barcelona-ESP) – Athletic Bilbao 1 x 2 Barcelona (Copa do Rei). Rebateu mal uma bola na grande área que deu chance ao Athletic de fazer seu gol no jogo. Málaga 1 x 2 Barcelona (Espanhol). Ficou na reserva – jogou Aleix Vidal. Ruim

Miranda (Inter de Milão-ITA) – Napoli 0 x 2 Inter (Copa da Itália). Não teve de duelar muito tempo com o goleador Higuaín, pois o argentino ficou no banco a maior parte do jogo. Inter 1 x 1 Carpi (Italiano). Começou na reserva e entrou no jogo no intervalo, substituindo Alex Telles. Sem culpa no gol, marcado por Lasagna nos acréscimos – outro brasileiro, Juan Jesus, não conseguiu evitar o chute do italiano. Regular

David Luiz (PSG-FRA) – PSG 2 x 1 Toulouse (Copa da França). Com Thiago Silva e Marquinhos machucados, foi o capitão da equipe e teve a companhia do francês Kimpembe na zaga. Marcou de cabeça um gol importante, o do empate, aos 9 minutos do 2º tempo. PSG 5 x 1 Angers (Francês). Seu colega dessa vez foi o marfinense Aurier, e a troca não influenciou David Luiz, que voltou a se apresentar bem. Bom

Observado por Lavezzi, David Luiz comemora seu gol de cabeça na Copa da França (Kenzo Triboillard - 19.jan.2016/AFP)
Observado por Lavezzi, David Luiz comemora seu gol de cabeça na Copa da França (Kenzo Triboillard – 19.jan.2016/AFP)

Filipe Luís (Atlético de Madri-ESP) – Celta 0 x 0 Atlético (Copa do Rei). Bom na marcação, apoiou pouco o ataque. Atlético 0 x 0 Sevilla (Espanhol). Atuação semelhante à da partida anterior – espera-se mais de Filipe nas ações ofensivas. Regular 

Danilo (Real Madrid-ESP) – Betis 1 x 1 Real Madrid (Espanhol). Começou como titular e não rendeu até ser substituído, logo após cometer uma falta que lhe rendeu o cartão amarelo, por Carvajal aos 30 minutos d0 2º tempo. Ruim

Gabriel Paulista (Arsenal-ING) – Arsenal 0 x 1 Chelsea (Inglês). Entrou na partida aos 22 minutos do 1º tempo no lugar do atacante Giroud, “sacrificado” devido à expulsão de Mertesacker em lance com Diego Costa. Um minuto depois, Diego Costa se antecipou a Gabriel em cruzamento e fez o gol da partida. Ruim

Gil (Shandong Luneng-CHN) – Acertou com o Shandong Luneng, da China, encerrando ciclo no Corinthians. Sem avaliação

Douglas Santos (Atlético-MG) – O Galo não jogou. A próxima partida é contra o Flamengo, pela Primeira Liga, nesta quarta (27). Sem avaliação

Meio-campo

Luiz Gustavo (Wolfsburg-ALE) – Eintracht Frankfurt 3 x 2 Wolfsburg (Alemão). O volante ficou na reserva de Träsch e Guilavogui. Sem avaliação

Elias (Corinthians) – Corinthians 3 x 2 Shakhtar Donetsk (Florida Cup). Atuação mediana. Desentendeu-se com um rival e levou cartão amarelo. Fort Lauderdale 0 x 0 Corinthians (amistoso). Tite deu chance aos reservas, então Elias ficou fora dessa partida. Regular

Fernandinho (Manchester City-ING) – West Ham 2 x 2 Manchester City (Inglês). Esquentou o banco – Delph e Yaya Touré foram os volantes do City. Quando o técnico Pellegrini decidiu tirar Delph, perto do final do jogo, optou por outro brasileiro, Fernando, mais marcador que Fernandinho. Sem avaliação

Oscar (Chelsea-ING) –Arsenal 0 x 1 Chelsea (Inglês). Logo no início, deu um chute a gol, defendido por Cech. E ficou nisso até os 32 minutos do 2º tempo, quando foi substituído. Hazard, que entrou em seu lugar, foi mais efetivo em muito menos tempo, deixando Remy e Willian em boas condições de ampliar para os Blues. Oscar, que recebeu um amarelo na partida após falta em Campbell, continua em má fase. Ruim

Oscar sai, Hazard entra no Chelsea no jogo contra o Arsenal (Dylan Martinez - 24.jan.2016/Reuters)
Oscar sai, Hazard entra no Chelsea no jogo diante do Arsenal (Dylan Martinez – 24.jan.2016/Reuters)

Willian (Chelsea-ING) – Arsenal 0 x 1 Chelsea (Inglês). Muita movimentação, muito esforço na ajuda à defesa, alguma participação em bolas paradas e um gol perdido no fim do jogo. Regular

Lucas Lima (Santos) – Bahia 2 x 2 Santos (amistoso). Participou da jogada do primeiro gol santista ao roubar uma bola e acionar Joel, que tocou para Gabriel marcar. Recebeu um cartão amarelo ainda no 1º tempo e foi substituído, aos 32 minutos do 2º tempo, por Ronaldo Mendes. Regular

Renato Augusto (Beijing Guoan-CHN) – Deixou o Corinthians para atuar no futebol chinês (Beijing Guoan), que está na intertemporada. Sem avaliação

Kaká (Orlando City-EUA) – A Major League Soccer terminou no dia 6 de dezembro com o título do Portland Timbers. A próxima edição da MLS começa em março. Sem avaliação

Ataque

Neymar (Barcelona-ESP) – Athletic Bilbao 1 x 2 Barcelona (Copa do Rei). Sem Messi, poupado devido a uma pequena lesão, e Suárez, suspenso, foi a referência ofensiva do Barça e não decepcionou: marcou um belo gol, o segundo do time, sendo mais esperto que goleiro e zagueiro no lance. Málaga 1 x 2 Barcelona (Espanhol). Dores musculares na perna esquerda o afastaram dessa partida. Bom

Neymar vibra ao fazer o 2º gol do Barcelona contra o Athletic Bilbao (Ander Gillenea - 20.jan.2016/AFP)
Neymar vibra ao fazer o 2º gol do Barcelona contra o Athletic Bilbao (Ander Gillenea – 20.jan.2016/AFP)

Hulk (Zenit-RUS) – El Jaish 1 x 4 Zenit (amistoso). Atuou por 88 minutos contra o time do Qatar, até ser substituído por Andreev. Mostrou estar em forma: fez boas jogadas, deu chutes a gol, acertou o travessão em cobrança de falta e armou a jogada do segundo gol. Bom

Douglas Costa (Bayern de Munique-ALE) – Karlsruher 2 x 1 Bayern (amistoso). Jogou somente os primeiros 45 minutos e deu a assistência para o gol do chileno Vidal. Robben entrou em seu lugar. Hamburgo 1 x 2 Bayern (Alemão). Quase sempre fixo na ponta direita, não rendeu o de costume, parecendo fora de ritmo. Robben entrou em seu lugar aos 36 minutos do 2º tempo. Regular

Ricardo Oliveira (Santos) – Bahia 2 x 2 Santos (amistoso). Poupado, o artiheiro não foi relacionado por Dorival Jr. para a partida em Salvador. Sem avaliação