Os caras de Dunga – O temor da volta de Felipe Melo

Por Luís Curro

Dunga tem optado em suas convocações para a seleção brasileira por um único primeiro volante, o jogador que fica mais plantado na cabeça da área e é responsável por dar um combate mais incisivo nos jogadores de meio-campo do adversário.

O primeiro volante ideal deve ser alto, forte, marcar muito bem, ter boa mobilidade. E um bom passe, para ser eficaz também ao inciar as jogadas.

Luiz Gustavo, de 28 anos, 1,87 m e 80 kg, é o cara de Dunga para a posição e cumpre até aqui a contento o papel, apesar de lhe faltar um dos itens citados, a mobilidade – considero-o lento.

O jogador do Wolfsburg (Alemanha) andou, assim como outros atletas da seleção, lesionado no fim de 2015, e justamente por isso levanto a questão: quem Dunga chamaria para o lugar dele em caso de necessidade?

Minha resposta veio com uma dose considerável de medo: Felipe Melo.

No início de dezembro, em entrevista ao Fox Sports, Dunga teceu elogios ao jogador de 32 anos, que depois de um período meio longe dos holofotes, no turco Galatasaray (de 2011 a 2015), reapareceu em um grande centro da bola, a Itália. Está na Inter de Milão – no final da década passada, jogou na Fiorentina e na Juventus de Turim.

“É um jogador de personalidade, tem boa leitura (do jogo), força física e, assim como os demais, estamos observando”, declarou o treinador, que quando jogador atuou como primeiro e como segundo volante, a respeito de Felipe Melo.

Ao seu estilo, Felipe Melo marca o colombiano Rincón, do Genoa, em partida do Italiano (Matteo Bazzi - 5.dez.2015/EFE)
Ao seu estilo, Felipe Melo marca o colombiano Rincón, do Genoa, em partida do Italiano (Matteo Bazzi – 5.dez.2015/EFE)

Para quem não lembra, Felipe Melo, de 1,83 kg e 80 kg, era o homem de confiança de Dunga na posição na primeira passagem do técnico pela seleção (2006-2010).

Apesar da dúvida persistente em relação à sua capacidade de controlar os nervos, Felipe Melo fazia uma boa Copa do Mundo em 2010, na África do Sul. Antes do Mundial, ele havia dito que não seria expulso: “Vou ajudar o Brasil e não vou deixar a seleção com um atleta a menos em campo”.

Tudo ia bem até as quartas de final, diante da Holanda. No primeiro tempo, Felipe Melo ainda brilhou, dando um passe magistral para Robinho marcar 1 a 0.

Só que veio o segundo tempo, e o volante, além de fazer um gol contra, o do 1 a 1 (falha conjunta dele e do goleiro Júlio César, que errou ao tentar cortar o cruzamento de Sneijder), foi expulso aos 28 minutos, depois de pisar na coxa de Robben, com o Brasil em desvantagem por 2 a 1 na partida.

Resultado: a seleção acabou eliminada, e Felipe Melo caiu em desgraça e não foi mais convocado desde então. Virou um renegado – mas não para Dunga.

Se Felipe Melo estivesse regenerado, poderia ser visto como opção, pois sempre foi bom jogador. Só que ele não está.

A prova mais recente ocorreu há três semanas. Em partida do Italiano, deu uma voadora no argentino Biglia e levou o cartão vermelho. O lance foi perverso: o brasileiro enfiou a chuteira no pescoço do rival. Pela violência da jogada, sua pena, três jogos de suspensão, pareceu branda.

Felipe Melo continua muito distante de ter equilíbrio emocional pelos 90 minutos de uma partida de futebol. Por isso, eu não gostaria de vê-lo de volta à seleção.

A seguir, o desempenho de cada jogador da última lista de Dunga (8 dos 23 atuam no Brasil) nos últimos sete dias:

Goleiros

Alisson (Internacional) – O Brasileiro-2015 terminou no dia 6 de dezembro, e o Inter ficou em 5º lugar. O Campeonato Gaúcho começa no fim deste mês. Sem avaliação

Cássio (Corinthians) – O Brasileiro-2015 terminou no dia 6 de dezembro, e o Corinthians foi o campeão. Deve ser negociado com o futebol da Turquia. Sem avaliação

Jefferson (Botafogo) – Foi campeão da Série B do Brasileiro no ano passado. O Estadual do Rio começa no fim deste mês. Sem avaliação

Defesa

Daniel Alves (Barcelona-ESP) – Barcelona 4 x 1 Espanyol (Copa do Rei). Atuação consistente. Saiu aos 23 minutos do 2º tempo para a entrada do estreante Aleix Vidal. Barcelona 4 x 0 Granada (Espanhol). Começou na reserva de Aleix Vidal, substituindo-o aos 20 minutos do 2º tempo. No quarto gol do Barça, participou ao acionar Suárez, que cruzou para Neymar marcar. Bom

Miranda (Inter de Milão-ITA) – Empoli 0 x 1 Inter (Italiano). Bom na antecipação, bom na cobertura, bom no mano a mano. Inter 0 x 1 Sassuolo (Italiano). Estava bem até os 48 minutos do 2º tempo, quando cometeu o pênalti que resultou na derrota da Inter. O lance lhe rendeu um cartão amarelo. Regular

Miranda deixa, desolado, o campo em Milão depois da derrota para o Sassuolo (Daniel Dal Zennaro - 10.jan.2016/EFE)
Miranda deixa, desolado, o campo em Milão depois da derrota para o Sassuolo (Daniel Dal Zennaro – 10.jan.2016/EFE)

David Luiz (PSG-FRA) – PSG 2 x 0 Bastia (Francês). Atuação sólida ao lado de Thiago Silva e, a partir dos 33 minutos do 2º tempo, de Marquinhos. Bom

Filipe Luís (Atlético de Madri-ESP) – Rayo Vallecano 1 x 1 Atlético (Copa do Rei). Poupado, não ficou nem no banco. Celta 0 x 2 Atlético (Espanhol). Atuação mediana, sem brilho. Levou um cartão amarelo após cometer falta. Regular 

Danilo (Real Madrid-ESP) – Real Madrid 5 x 0 Deportivo La Coruña (Espanhol). Ficou na reserva de Carvajal. Sem avaliação

Gabriel Paulista (Arsenal-ING) – Arsenal 3 x 1 Sunderland (Copa da Inglaterra). Atuou no lugar de Mertesacker e não comprometeu – a falha no gol do Sunderland foi de seu colega de zaga, Koscielny. Recebeu um cartão amarelo. Regular

Gil (Corinthians) – O Brasileiro-2015 terminou no dia 6 de dezembro, e o Corinthians foi o campeão. O Campeonato Paulista começa no fim deste mês. Sem avaliação

Douglas Santos (Atlético-MG) – O Brasileiro-2015 terminou no dia 6 de dezembro, e o Atlético ficou em 2º lugar. O Campeonato Mineiro começa no fim deste mês. Sem avaliação

Meio-campo

Luiz Gustavo (Wolfsburg-ALE) – O Alemão está em recesso. Será retomado no dia 22 de janeiro. Sem avaliação

Elias (Corinthians) – O Brasileiro-2015 terminou no dia 6 de dezembro, e o Corinthians foi o campeão. O Campeonato Paulista começa no fim deste mês. Sem avaliação

Fernandinho (Manchester City-ING) – Everton 2 x 1 Manchester City (Copa da Liga Inglesa). Atuação regular, sem brilho e sem comprometer. Norwich 0 x 3 Manchester City (Copa da Inglaterra). Poupado, não foi relacionado para o jogo. Regular

Oscar (Chelsea-ING) – Chelsea 2 x 0 Scunthorpe United (Copa da Inglaterra). Voltou a atuar abaixo do esperado antes de ser substituído no intervalo por Loftus-Cheek, autor do segundo gol dos Blues. Ruim

Willian (dir.) congratula Loftus-Cheek depois de gol do companheiro (Stefan Wermuth - 10.jan.2016/Reuters)
Willian (dir.) congratula Loftus-Cheek depois de gol do companheiro (Stefan Wermuth – 10.jan.2016/Reuters)

Willian (Chelsea-ING) – Chelsea 2 x 0 Scunthorpe United (Copa da Inglaterra). Movimentou-se bastante, como é praxe, e iniciou, pelo lado esquerdo do ataque, a jogada do segundo gol. Regular

Lucas Lima (Santos) – O Brasileiro-2015 terminou no dia 6 de dezembro, e o Santos ficou em 7º lugar. O Campeonato Paulista começa no fim deste mês. Sem avaliação

Renato Augusto (Beijing Guoan-CHN) – Deixou o Corinthians para atuar no futebol chinês (Beijing Guoan), que está na  intertemporada. Sem avaliação

X

Kaká (Orlando City-EUA) – A Major League Soccer terminou no dia 6 de dezembro com o título do Portland Timbers. A próxima edição da MLS começa em março. Sem avaliação

Ataque

Neymar (Barcelona-ESP) – Barcelona 4 x 1 Espanyol (Copa do Rei). Em jogo tenso, vencido de virada pelo Barça, recebeu um cartão amarelo e marcou o último gol, em um belo sem-pulo, perto do fim da partida. Barcelona 4 x 0 Granada (Espanhol). Teve participação em dois gols, ambos de Messi, e marcou o que encerrou a goleada. Nesta segunda (11), ficou em terceiro lugar no prêmio Bola de Ouro, da Fifa – Messi faturou o troféuÓtimo

X
 

Hulk (Zenit-RUS) – O Campeonato Russo está em recesso até o final de fevereiro. Antes de enfrentar o Benfica, no dia 16 de fevereiro, em Portugal, pela Champions League, disputará a Atlantic Cup, também em Portugal (Algarve), a partir de 1º de fevereiro. Sem avaliação

Douglas Costa (Bayern de Munique-ALE) – O Alemão está em recesso. Será retomado no dia 22 de janeiro. Sem avaliação

Ricardo Oliveira (Santos) – O Brasileiro-2015 terminou no dia 6 de dezembro, e o Santos ficou em 7º lugar. O Campeonato Paulista começa no fim deste mês. Sem avaliação