Os caras de Dunga – Turma final de 2015: seis estão reprovados

Por Luís Curro

Um novo ano se aproxima, e é o momento de analisar quais dos convocados de Dunga terminam 2015 com prestígio e quem corre risco de perder o lugar na lista.

Seta para cima significa “em alta” (aprovados com sobras), nenhuma seta significa “nem em alta nem em baixa” (aprovados sem sobras) e seta para baixo significa “em baixa” (reprovados).

A seleção, depois de quatro partidas, soma 7 pontos (2 vitórias, 1 empate e 1 derrota) e está em terceiro lugar nas eliminatórias, na zona de classificação para a Copa de 2018, na Rússia.

Os próximos jogos pelo qualificatório serão no fim de março, contra Uruguai (vice-líder, com 9 pontos) e Paraguai (quarto colocado, com 7 pontos).

Goleiros

Alisson (23 anos) – O grande vitorioso de 2015. Ganhou a posição de titular e deve ficar com ela a não ser que se machuque. Minha opinião: mostrou-se inseguro em alguns jogos do Internacional, ainda não está pronto para ser o titular da seleção. Tomara que eu esteja errado, mas temo que cometa uma falha grave que comprometa sua carreira.

Cássio (28 anos) – É o titular do campeão brasileiro, o Corinthians, e merece estar entre os convocados. Minha opinião: é atualmente, ao lado de Fernando Prass (Palmeiras), o melhor goleiro em atividade no país e deveria ser o titular da seleção.

Jefferson (32 anos) – Falhou na Copa América e perdeu espaço no time. Minha opinião: há goleiros mais jovens e/ou melhores que o botafoguense, como Fernando Prass (Palmeiras) e Marcelo Grohe (Grêmio). Veterano por veterano, considero Júlio César (Benfica), titular do Brasil nas Copas de 2010 e 2014, superior a Jefferson.

Laterais direitos

Daniel Alves (32 anos) – Tornou-se o favorito de Dunga, menos pelo que está jogando, mais por falta de opções à altura. Minha opinião: é um pouco preocupante quando um jogador de 32 anos é a primeira alternativa para a lateral. Daniel Alves já não tem o fôlego de outros tempos e não é um grande marcador. Compensa deficiências com a experiência. Mas até quando dará certo?

Danilo (24 anos) – Perdeu a disputa pela titularidade para Daniel Alves. Minha opinião: Danilo não pode se conformar com a situação, tem que mostrar nos jogos do Real Madrid que tem condição de ser o dono da lateral na seleção – o que não fez até agora. No gigante espanhol, não mostrou nem a metade do futebol que jogava no Porto, tanto que chegou a perder a posição para Carvajal. Potencial ele tem, mas precisa pôr em prática.

Zagueiros

Miranda (31 anos) – Titular absoluto de Dunga e capitão do Brasil na ausência de Neymar. Minha opinião: já fui mais fã de Miranda. É um jogador sério, calmo e que se posiciona bem, porém já não se mostra tão absoluto nas antecipações nem (principalmente) nas disputas aéreas. Já escrevi isto e repito: Thiago Silva, do PSG, deveria ser o zagueiro central da seleção.

David Luiz reclama após ser expulso no jogo em Buenos Aires (Victor R. Caivano - 13.nov.2015/Associated Press)
David Luiz reclama após ser expulso no jogo em Buenos Aires (Victor R. Caivano – 13.nov.2015/Associated Press)

David Luiz (28 anos) – Depois de ter sido expulso no empate com a Argentina, fica a dúvida se será mantido como titular. Minha opinião: David Luiz é um ótimo zagueiro: vigoroso, técnico, bom no cabeceio, bom na saída de bola, cobra faltas com perigo. Só que comete erros bobos (de fundamento ou de atitude) com mais frequência do que devia.

↑ Gil (28 anos) – Foi titular na última partida do ano, contra o Peru, devido à expulsão de David Luiz, e aproveitou bem a chance. Minha opinião: o zagueiro do Corinthians tem feito por merecer a titularidade da seleção – seu 2015 foi excelente.

Gabriel Paulista (25 anos) – Reserva absoluto em seu clube, reserva absoluto na seleção. Minha opinião: se não consegue ganhar a posição do alemão Mertesacker, de 31 anos, nem do francês Koscielny, de 30 anos, no Arsenal, não surpreende ser a última alternativa de Dunga para a zaga. Gabriel precisa jogar, urgentemente, como ocorreu na partida desta segunda (28), ou logo não será mais lembrado nas convocações.

Laterais esquerdos

Filipe Luís (30 anos) – É o titular de Dunga e reforçou seu cartaz ao fazer gol diante do Peru nas eliminatórias. Minha opinião: é bom lateral, mas Marcelo (Real Madrid) é melhor, especialmente nas ações ofensivas. Se eu fosse o treinador, escalaria Marcelo e deixaria Filipe na reserva.

Douglas Santos (21 anos) – O jovem lateral tem sido a terceira opção de Dunga, depois de Filipe Luís e Marcelo. Minha opinião: tenho o palpite de que Dunga evitará rivalizar Marcelo e Filipe, deixando de convocar o primeiro. Se isso ocorrer, Douglas Santos continuará a ser chamado, mas só para esquentar o banco – e não tem como ser diferente, pois precisa evoluir demais para ser titular da seleção.

Volantes

Luiz Gustavo (28 anos) – Homem de plena confiança de Dunga. Minha opinião: não é craque, é nitidamente um jogador lento, mas tem dado conta da marcação na cabeça de área e possui um passe suficientemente bom para sair jogando. Só que o Brasil precisa ter no grupo um substituto para a posição de primeiro volante, a não ser que a ideia de Dunga seja improvisar (David Luiz?) quando necessário.

Elias (30 anos) – Titular da seleção, merecidamente. Minha opinião: teve um ótimo 2015 e é o melhor segundo volante que o Brasil tem no momento. Mesmo já trintão, continua sendo um “motorzinho”. Marca bem e aparece no ataque com frequência.

Fernandinho (30 anos) – Tem lugar cativo nas convocações. Minha opinião: não é insubstituível na seleção, longe disso, porém é um bom nome para a reserva de Elias e, em caso de emergência, pode fazer a função de primeiro volante.

Meias

Oscar (24 anos) – Terminou o ano como reserva na seleção. Minha opinião: a temporada 2015-2016 de Oscar pelo Chelsea tem sido muito ruim, quase tenebrosa. Ele ficou um tempo machucado e, desde que voltou, atuou muito abaixo do que se espera de um jogador jovem, talentoso e que foi titular da seleção brasileira na Copa do Mundo de 2014. Se a fase negativa persistir, pode deixar de ser chamado por Dunga.

Willian parte para a dividida com Schneiderlin, do Manchester United (Jason Cairnduff - 28.dez.2015/Reuters)
Willian parte para a dividida com Schneiderlin, do Manchester United (Jason Cairnduff – 28.dez.2015/Reuters)

Willian (27 anos) – Conquistou seu espaço, e hoje é titular. Minha opinião: na péssima fase do Chelsea, ele é uma exceção, teve um grande segundo semestre. Cresceu muito nas bolas paradas e é eficaz nas jogadas pela direita, na criação, nas tabelas e nos avanços rumo à linha de fundo.

Lucas Lima (25 anos) – Batalha por posição no time de Dunga com Renato Augusto. Minha opinião: o santista está uns passos atrás na disputa com o corintiano e precisará continuar a jogar em alto nível pelo Santos, como fez em 2015, para se manter na seleção, pois há bastante concorrência no meio de campo.

Renato Augusto (27 anos) – Foi titular da seleção no último jogo do ano e fez gol. Minha opinião: um dos melhores jogadores do Brasileiro-2015, precisará demonstrar que não foi um ponto fora da curva. Constância vai ser a palavra-chave para ele em 2016. Se repetir o que tem feito, será convocado, e com boa chance de ser escalado.

Kaká (33 anos) – É reserva. Minha opinião: Dunga já disse algumas vezes que a experiência e a liderança contam muito para Kaká estar no grupo. Caminhando para o fim da carreira e atuando nos EUA, cujo campeonato (ainda) é de segunda linha, não vejo futuro para ele na seleção – só experiência e liderança não me parecem suficientes, falta a Kaká o futebol de outrora.

Atacantes

Neymar (23 anos) – Jogam Neymar e mais dez, não só na concepção de Dunga, mas do mundo. Minha opinião: teve em 2015 o melhor ano da vida futebolística, com vários títulos pelo Barcelona, muitos gols marcados, o reconhecimento de que é um dos melhores jogadores da atualidade (tanto que é finalista do prêmio de melhor do mundo da Fifa). Precisa brilhar intensamente com a seleção em 2016, com gols, dribles, assistências, protagonismo.

X

Hulk (29 anos) – Terminou o ano na reserva da seleção. Minha opinião: Hulk é o melhor jogador de seu time, o Zenit. Ok, é o campeonato russo, mas ele se destacou também na Liga dos Campeões, com gols e assistências, liderando a equipe rumo à fase de mata-matas. Sua disposição, força física e petardo de esquerda são suficientes para mantê-lo entre os convocados. Não dá para desprezar alguém que tem uma canhota como a de Hulk.

Douglas Costa (25 anos) – Só não será convocado se estiver contundido. Minha opinião: Douglas Costa teve um semestre excelente pelo Bayern e tem de ser titular da seleção brasileira – o jogo contra o Peru escancarou isso. O problema é que a posição em que ele rende mais, abusando de seus dribles e de sua velocidade, é a ponta esquerda, onde o insubstituível Neymar é o dono do pedaço. Pode jogar na direita, mas ali tem a concorrência de Willian. Um bom problema para Dunga resolver.

Ricardo Oliveira (35 anos) – Como Hulk, acabou 2015 na reserva da seleção. Minha opinião: a idade, como no caso de Kaká, pesa contra o superartilheiro santista. É o único centroavante entre os convocados, e é importante contar com ao menos um homem de área – se não como titular, ao menos no banco de reservas. Creio que Dunga optará por chamar quem estiver em momento melhor – pode ser Ricardo Oliveira, pode ser outro, a definir.

Assim, dessa relação, 11 encerram 2015 em bom momento na seleção, 6 em situação neutra e 6 precisarão de um 2016 bem mais convincente para se manter no grupo.

A seguir, o desempenho de cada jogador da última lista de Dunga (9 dos 23 atuam no Brasil) nos últimos sete dias:

Goleiros

Alisson (Internacional) – O Brasileiro-2015 terminou no dia 6 de dezembro, e o Inter ficou em 5º lugar. Está de férias. Sem avaliação

Cássio (Corinthians) – O Brasileiro-2015 terminou no dia 6 de dezembro, e o Corinthians foi o campeão. Está de férias. Sem avaliação

Jefferson (Botafogo) – Campeão da Série B do Brasileiro, está de férias. Sem avaliação

Defesa

Daniel Alves (Barcelona-ESP) – Não houve jogos do Espanhol na semana que passou. O Barça volta a campo nesta quarta (30). Sem avaliação

Miranda (Inter de Milão-ITA) – O Italiano está em recesso. Será retomado no dia 5 de janeiro. Sem avaliação

David Luiz (PSG-FRA) – O Francês está em recesso. Será retomado no dia 8 de janeiro. Sem avaliação

Filipe Luís (Atlético de Madri-ESP) – Não houve jogos do Espanhol na semana que passou. O Atlético volta a campo nesta quarta (30). Sem avaliação 

Danilo (Real Madrid-ESP) – Não houve jogos do Espanhol na semana que passou. O Real volta a campo nesta quarta (30). Sem avaliação

Gabriel Paulista comemora o gol de cabeça que fez contra o Bournemouth (Adrian Dennis - 28.dez.2015/AFP)
Gabriel Paulista comemora o gol de cabeça que marcou contra o Bournemouth em jogo da Premier League (Adrian Dennis – 28.dez.2015/AFP)

Gabriel Paulista (Arsenal-ING) – Southampton 4 x 0 Arsenal (Inglês). Desta vez, teve sorte por ficar na reserva de Mertesacker e Koscielny, massacrados pelo ataque do Southampton. Arsenal 2 x 0 Bournemouth (Inglês). Atuou no lugar do poupado Koscielny e foi bem: além de ajudar o time a não tomar gol, abriu o placar para os Gunners. Bom

Gil (Corinthians) – O Brasileiro-2015 terminou no dia 6 de dezembro, e o Corinthians foi o campeão. Está de férias. Sem avaliação

Douglas Santos (Atlético-MG) – O Brasileiro-2015 terminou no dia 6 de dezembro, e o Atlético ficou em 2º lugar. Está de férias. Sem avaliação

Meio-campo

Luiz Gustavo (Wolfsburg-ALE) – O Alemão está em recesso. Será retomado no dia 22 de janeiro. Sem avaliação

Elias (Corinthians) – O Brasileiro-2015 terminou no dia 6 de dezembro, e o Corinthians foi o campeão. Está de férias. Sem avaliação

Fernandinho (Manchester City-ING) – Manchester City 4 x 1 Sunderland (Inglês). Atuou como primeiro volante. Pouco apareceu no ataque, mas esteve bem no combate aos meias adversários. Bom

Oscar (Chelsea-ING) – Chelsea 2 x 2 Watford (Inglês). Voltou a aparecer pouco em campo e foi determinante para o empate. Com o jogo 2 a 2, bateu um pênalti por cima do gol… Manchester United 0 x 0 Chelsea (Inglês). Mais do mesmo, ou seja, quase nada. Foi substituído por Loftus-Cheek nos acréscimos do 2º tempo. Um semestre para Oscar esquecer. Péssimo

Willian (Chelsea-ING) – Chelsea 2 x 2 Watford (Inglês). Cobrou o escanteio que originou o primeiro gol, de Diego Costa, e deu passe perfeito para Diego Costa marcar o segundo gol. Manchester United 0 x 0 Chelsea (Inglês). Fora de casa, os Blues optaram por deixar a bola com o rival e contra-atacar. Não deu certo, e Willian pouco pegou na bola. Mesmo assim, um semestre para Willian lembrar de forma positiva. Bom

Lucas Lima (Santos) – O Brasileiro-2015 terminou no dia 6 de dezembro, e o Santos ficou em 7º lugar. Está de férias. Sem avaliação

Renato Augusto (Corinthians) – O Brasileiro-2015 terminou no dia 6 de dezembro, e o Corinthians foi o campeão. Está de férias. Sem avaliação

Kaká (Orlando City-EUA) – Seu time não se classificou para os playoffs da Major League Soccer, que terminou no dia 6 de dezembro com o título do Portland Timbers. Está de férias. Sem avaliação

Ataque

Neymar (Barcelona-ESP) – Não houve jogos do Espanhol na semana que passou. O Barça volta a campo nesta quarta (30). Sem avaliação 

Hulk (Zenit-RUS) – O Campeonato Russo está em recesso até o final de fevereiro. O próximo jogo do Zenit é pela Champions League, contra o Benfica, em Portugal, no dia 16 de fevereiro. Sem avaliação

Douglas Costa (Bayern de Munique-ALE) – O Alemão está em recesso. Será retomado no dia 22 de janeiro. Sem avaliação

Ricardo Oliveira (Santos) – O Brasileiro-2015 terminou no dia 6 de dezembro, e o Santos ficou em 7º lugar. Está de férias. Sem avaliação