Jogador da seleção belga é confundido com terrorista

Por Luís Curro

Os ataques terroristas da sexta-feira (13) em Paris causaram alguns efeitos imediatos no mundo da bola, especialmente na Europa, como o adiamento de partidas na França e o cancelamento de amistosos internacionais.

Um dos duelos cancelados foi Bélgica x Espanha, que seria na terça (17) em Bruxelas, a capital belga.

Liberados, alguns jogadores aproveitaram um raro momento de folga, antes de se reapresentarem a seus clubes, para passar um tempo com a família e/ou com amigos.

O belga Radja Nainggolan, que atua pela Roma, da Itália, decidiu se hospedar em um hotel na Antuérpia, sua cidade natal.

Nainggolan defende a italiana Roma (Reprodução Twitter Radja Nainggolan)
Nainggolan defende a italiana Roma (Reprodução Twitter Radja Nainggolan)

Durante a estadia, acabou surpreendido pela “visita” de três policiais. Eles haviam sido chamados por hóspedes que, alarmados com a aparência de Nainggolan (cujo pai é indonésio), consideraram que Nainggolan pudesse ser um terrorista.

O jogador, porém, não se incomodou com a situação: levou o caso na esportiva e até tirou fotos com os policiais.

“Eu devo ter um aspecto assustador”, disse, bem-humorado, o volante, segundo o jornal belga “La Dernière Heure”.

O jogador belga tira foto com policiais em hotel na Antuérpia (Reprodução Twitter Radja Nainggolan)
O jogador belga tira foto com policiais em hotel na Antuérpia (Reprodução Twitter)

Nainggolan, de 27 anos, não esteve na Copa do Mundo no Brasil, em 2014, mas tem sido convocado regularmente pelo treinador Marc Wilmots e atuado como titular da Bélgica, atual líder do ranking da Fifa (o Brasil é o oitavo).

Quer vê-lo em campo? Pelo Italiano, a Roma visita o Bologna neste sábado (21) – a ESPN transmite, às 15 horas (de Brasília).