Daniel Alves falha três vezes em vexame do Barça

Por Luís Curro

Perder é algo raro para o Barcelona de Messi e cia. Perder por larga margem, então, é uma baita raridade.

Aí, quando acontece, todo mundo pergunta: o que aconteceu?

Na sexta (14), no jogo de ida da Supercopa da Espanha, o Barça foi a Bilbao e levou uma goleada de 4 a 0 do Athletic. A partida em si foi equilibrada nas ações. O Barcelona, como é praxe, teve muito mais posse de bola (quase 70% do tempo) e criou suas oportunidades, sendo infeliz nas conclusões.

Mas quem foi muito infeliz no jogo foi o lateral direito brasileiro Daniel Alves, 32 anos, que falhou em três dos quatro gols do Athletic. Os três últimos, todos no segundo tempo.

Primeira falha. Perde na corrida para Sabin e não consegue evitar cruzamento para a área. Aduriz ganha de cabeça de Mascherano. 2 a 0 Athletic.

Segunda falha. Cruzamento da direita para a área do Barcelona. A bola vai na direção de Daniel Alves, que a rebate para… o meio da própria área. A bola sobra para Aduriz. 3 a 0 Athletic.

Terceira falha. Escanteio para o Athletic, mais uma bola na área do Barça. Fora do lance, Daniel Alves comete pênalti ao se enroscar com um rival. Pela reação, ele teve certeza de que o árbitro errou. Pode até ser (para mim, foi pênalti). Mas não podia dar ao juiz a oportunidade de errar. Colocou-se em marcação corpo a corpo muito arriscada. Aduriz fez mais um: 4 a 0 Athletic.

Um jogador experiente e de alto nível como Daniel Alves – ídolo no Barcelona, onde coleciona títulos, e com duas participações em Copas do Mundo (ainda é convocado para a seleção por Dunga) – não pode ter tantas falhas defensivas na mesma partida. Uma já muito. Três? Não dá. Foi péssimo.

O jogo de volta é nesta segunda (17), no Camp Nou, ainda sem Neymar, que está com caxumba.

É a chance de Daniel Alves se redimir: fazer dois gols, dar três assistências, ser o herói da goleada do time e apagar essa atuação lamentável.