Campeonato Francês – Prévia – Dominante, PSG almeja o tetra

Por Luís Curro

Começa nesta sexta (7), com Lille x Paris Saint-Germain, a edição 2015-2016 da Ligue 1, o Campeonato Francês.

Sem dados ou pesquisas que sirvam de embasamento, tenho a impressão de que o Francês é menos acompanhado pelos brasileiros do que o Inglês, o Italiano, o Alemão e o Espanhol.

Messi e Cristiano Ronaldo, os melhores do mundo, atuam na Espanha. Neymar, o melhor do Brasil, também. Barcelona e Real Madrid, dois dos gigantes da bola, protagonizam o campeonato, oferecem grandes espetáculos com elencos recheados de excelentes jogadores. O Espanhol atrai.

Mas será que o Inglês, o Alemão e o Italiano são muito mais interessantes que o Francês? É tema para debate.

A seguir, sugestões e informações relacionadas ao campeonato do país que tem uma Copa do Mundo conquistada no currículo, a de 1998, disputada na própria França e de tristes recordações para a seleção brasileira e para Ronaldo Fenômeno, que teve uma crise nervosa no dia da final.

Favorito

Paris Saint-Germain, o popular PSG. Ganhou as últimas três edições. Na temporada 2014-2015, somou 80 pontos, 8 a mais que o Lyon e 12 a mais que o Monaco. Em 2013-2014, a diferença para o vice, o Monaco, foi de 9 pontos. Em 2012-2013, foram 12 pontos de frente em relação ao Olympique de Marselha. A diferença para o segundo colocado tem diminuído, mas nada indica que será desta vez que o PSG deixará de triunfar.

O PSG já começou a temporada triunfando: bateu o Lyon e conquistou a Supercopa da França.

Brasileiros para ver

São 20 jogando na elite francesa, média de um por clube.

Eu quero observar o desempenho dos zagueiros Thiago Silva, David Luiz (a dupla titular na Copa de 2014) e Marquinhos e do meia-atacante Lucas (ex-São Paulo), todos do PSG. Os dois últimos têm, respectivamente, 21 e 22 anos e são esperanças de dias melhores para a seleção brasileira.

O lateral direito Rafael, ex-Manchester United, foi contratado pelo Lyon. Tem 25 anos, já defendeu o Brasil e pode ser uma opção, além de Danilo (Real Madrid), para suceder Daniel Alves por ali no time de Dunga.

Quem é esse cara?

O meia brasileiro Jonas Pessalli, 24 anos, defenderá o Angers, recém-promovido da segunda divisão (junto com o Troyes e com o Ajaccio). Esteve nas divisões inferiores do clube por três temporadas, sem grande brilho. Li que destacou-se nas categorias de base do Grêmio. Fonte qualificada me disse que era apontado como um jogador “promissor”. Taí a sua chance, Pessalli. Vai, Pessalli!

Estrangeiros para ver

O figurão é o supergoleador sueco Zlatan Ibrahimovic, 33 anos, do PSG (havia nesta semana rumores de que ele deixaria o clube e voltaria a jogar pelo Milan). Desde que chegou ao time, em 2012-2013, marcou em média 25 gols por temporada, contando apenas os jogos do Francês.

O uruguaio Edinson Cavani, 28 anos, também do PSG, é um ótimo atacante, também artilheiro (fez 18 gols no último Francês), mas ficará difícil ser a estrela se Ibrahimovic permanecer.

Mais um do PSG, este recém-chegado: o meia argentino Ángel Di María, 27 anos, buscará reencontrar o futebol dos tempos de Real Madrid que sumiu na temporada pelo Manchester United.

Michy Tunga, 21 anos, 1,80 m, é mais um da boa leva de atacantes negros que a Bélgica tem revelado (Benteke, Lukaku, Origi). Fez 9 gols pelo Olympique de Marselha no campeonato passado.

Franceses para ver

Alexandre Lacazette (Lyon), 24 anos, marcou 27 gols no último campeonato pelo atual vice-campeão. Ele terá como companheiro no ataque Claudio Beauvue, 27 anos, contratado após fazer 17 gols pelo Guingamp.

Blaise Mautidi (PSG), 28 anos, titular da seleção francesa, é um exemplo de volante moderno, que defende e ataca com eficiência.

Wissam Ben Yedder, 24 anos, marcou pelo mediano Toulouse, nas últimas três temporadas, 45 gols – 14 em 2014-2015, 16 em 2013-2014 e 15 em 2012-2013.

Maiores campeões: Saint-Étienne (10 títulos), Olympique de Marselha (9), Nantes (8). O PSG tem 5.

Na TV: ESPN e SporTV.

Em tempo: Boschilia, do São Paulo, é o mais novo reforço do Monaco