Melhor que Messi e Cristiano Ronaldo

Por Rafael Reis

Bas Dost

Nada de Lionel Messi. E muito menos Cristiano Ronaldo. O atacante que balança as redes com maior frequência em 2015 no futebol europeu era reserva no começo da temporada e nunca jogou por nenhuma seleção adulta.

O gigante holandês Bas Dost, 26 e 1,96 m, é o homem-gol do momento no Velho Continente.

O atacante do Wolfsburg marcou oito vezes nas últimas três rodadas do Campeonato Alemão. Foram quatro gols contra o Bayer Leverkusen, dois sobre o Hertha Berlin e mais dois contra o Werder Bremen.

Desde o início do ano, Dost participou de oito partidas e marcou 13 gols (média de 1,63 gol por jogo). Um absurdo para quem havia marcado só três vezes durante o primeiro semestre.

A média de gols do holandês em 2015 é, inclusive, superior a dos maiores artilheiros da Europa. No mesmo período, Messi fez 1,08 gol por partida e Cristiano Ronaldo, 0,64 tento por jogo.

O grande momento do centroavante ajuda a dar uma pitada de indefinição para um Campeonato Alemão que está fadado a ir para as mãos do Bayern de Munique.

Liderados por Dost e pela grande fase do meia belga De Bruyne, o Wolfsurg consegue se manter a oito pontos do Bayern e na briga pelo título.

O centroavante foi contratado pelo clube da Volskwagen em 2012, depois de marcar 32 vezes no Campeonato Holandês pelo Heerenveen (o time onde Afonso Alves apareceu, lembram?).

Os dois primeiros anos de Dost na Alemanha não empolgaram, o que o levou a começar a temporada atual como terceira opção para o ataque, atrás de Olic e Bendtner.

Foi só depois das férias de fim de ano que o centroavante virou titular e desandou a fazer gols.

O bom momento de Dost no Wolfsburg dá um alento para a renovação da seleção holandesa, que não têm opções de peso para substituir, em um futuro próximo, Van Persie e Huntelaar, ambos com 31 anos.

O centroavante já foi convocado por Louis van Gaal para um amistoso em 2012, mas não entrou em campo.

Sua estreia com a camisa laranja não deve demorar. Ele é nome quase certo na convocação de Guus Hiddink para as partidas contra Turquia (eliminatórias da Eurocopa) e Espanha (amistoso), no fim de março.