Russell Crowe pode comprar o Leeds

Por Alex Sabino

Gladiador

Mergulhado em problemas financeiros e com o atual dono condenado na Justiça italiana, o tradicional Leeds United está em busca de um novo proprietário. E este pode ser o ator neozelandês Russell Crowe, 50.

“Mais alguém acha que esta é uma boa ideia?”, questionou ele a seus seguidores no Twitter.

Ganhador do Oscar de melhor ator em 2000 pelo filme “Gladiador”, Crowe já está envolvido no esporte. Ele é dono do South Sydney Rabbitohls, que disputa a liga nacional de rugby da Austrália.

O Leeds United conquistou todos os títulos nacionais possíveis na Inglaterra durante os anos 60 e 70, quando era dirigido pelo técnico Don Revie. Foi vice-campeão da Copa da Europa (atual Liga dos Campeões) em 1975. Na final contra o Bayern de Munique, acabou seriamente prejudicado pela arbitragem.

O último título inglês conquistado pelo clube foi em 1992. Em 2001, disputou as semifinais da Liga dos Campeões da Europa com um time caro e recheado de astros da época. como os zagueiros Rio Ferdinand e Jonathan Woodgate, o goleiro Paul Robinson, o meia Harry Kewell e o centroavante Mark Viduka. Foi quando os problemas financeiros começaram.

Por pouco o Leeds não decretou falência logo depois da campanha no torneio europeu. Chegou a disputar a terceira divisão no país e atualmente está na segunda, mas sem chances de acesso para a próxima temporada. No ano passado, foi vendido para o empresário italiano Massimo Cellino, condenado por sonegação de impostos. Ele foi obrigado pela direção da liga inglesa a se afastar da direção do clube e agora pensa em vendê-lo. Isso depoos de trocar três vezes de treinador em poucos meses.

É aí que entra a possível participação de Russell Crowe.

Ele é torcedor do Leeds e já mandou mensagens de apoio para a equipe após vitórias, como aconteceu no último sábado, contra o Middlesbrough.

A Leeds Fans LLP, um grupo que defende que os torcedores devem ser os donos da equipe, disse a Crowe que eles precisavam de uma voz que os representasse na direção. “Adoraríamos ter você envolvido”, escreveu a organização.

Foi a deixa para Russell Crowe oferecer sua “visão” para o futebol.

“Tem de haver uma voz que determina como as coisas devem ser feitas. Todos pensamentos e cada decisão deve ser tomada pensando no sucesso dentro de campo.”