Os recordes que faltam para Messi

Por Rafael Reis

Messi

Maior artilheiro da história do Barcelona, o jogador com mais gols na Liga dos Campeões da Europa e, desde o último sábado (22) o  goleador do Campeonato Espanhol na soma de todas as edições. Tudo isso com 27 anos.

Lionel Messi já não marca mais 50 gols por ano, como fazia até duas temporadas atrás, mas continua balançando as redes como poucos no planeta, quebrando recordes e consolidando como um dos maiores nomes do futebol em todos tempos.

Com contrato com o Barcelona até 2018 e pelo menos mais uns seis ou sete anos de carreira, o craque argentino ainda tem algumas marcas históricas para vislumbrar. Conheça abaixo algumas delas.

MAIOR ARTILHEIRO DA SELEÇÃO ARGENTINA
Vai quebrar
Para falar a verdade, Messi já deveria ser o maior goleador da história da Argentina. Mas, seu início ruim na seleção, atrasou o recorde que parece ser inevitável. O camisa 10 já é o segundo maior artilheiro da história da equipe, com 45 gols. Está a 11 de Gabriel Batistuta, hoje dono da marca.

MAIOR ARTILHEIRO DAS COMPETIÇÕES EUROPEIAS
Vai quebrar, mas…
Messi já é um dos artilheiros da história Liga dos Campeões, mas não da soma de todas as competições europeias de clubes. O argentino marcou 72 vezes em torneios continentais (contando Supercopa e Liga Europa). Certamente, vai ultrapassar o recordista Raúl (76). Mas Cristiano Ronaldo, seu arquirrival do Real Madrid, já marcou 73 gols.

MAIOR ARTILHEIRO DAS COPAS DO MUNDO
Não deve quebrar
Com no máximo mais duas Copas do Mundo pela frente, Messi tem chances mínimas de se tornar o maior artilheiro da competição. Em três participações no Mundial, o argentino só conseguiu marcar até agora 5 gols. Faltam 11 para alcançar a marca do alemão Miroslav Klose.

MAIOR ARTILHEIRO DA HISTÓRIA DO FUTEBOL
Não vai quebrar
Oficialmente, esse recorde nem existe. Mas, imagina-se que ele pertença a Pelé, autor de 1.285 tentos (incluindo gols pela seleção do exército e amistosos bastante questionáveis). Messi marcou até hoje 413 gols por Barcelona e Argentina. A conta sobe para 429 se forem incluídas as vezes que ele balançou as redes pelas seleções sub-20 e olímpica e pelos times B e C do clube catalão.

OS RECORDES DE GOL QUE MESSI PODE PERDER


MAIOR ARTILHEIRO DA LIGA DOS CAMPEÕES
Deve perder em breve
Messi está empatado com Raúl na liderança do ranking da competição, com 71 gols cada. Mas a maior ameaça não é o espanhol, praticamente aposentado no New York Cosmos, mas sim Cristiano Ronaldo. O português do Real Madrid já balançou as redes 70 vezes no maior torneio interclubes do mundo e tem marcado com uma frequência muito maior que o argentino.

MAIOR ARTILHEIRO DE UMA EDIÇÃO DO CAMPEONATO ESPANHOL
Pode perder em breve
Na temporada 2011/12, Messi fez 50 gols na liga, marca que parecia inalcançável para qualquer um. Mas Cristiano Ronaldo (sempre ele) já marcou 20 gols nas primeiras 12 rodadas do Espanhol. Se mantiver a incrível média, vai terminar a temporada com 63 ou 64 tentos só no Nacional.

MAIOR ARTILHEIRO DO CAMPEONATO ESPANHOL
Deve durar bastante
Os três gols contra o Sevilla, no sábado, levaram Messi a 253 na Liga, dois a mais que Telmo Zarra, o recordista anterior. Desta marca, Cristiano Ronaldo, a tradicional ameaça aos recordes do argentino, está longe. O camisa 7 do Real Madrid, que jogou em Portugal e na Inglaterra, antes de desembarcar na Espanha, tem 197 tentos na competição.

MAIOR ARTILHEIRO DO BARCELONA
Irá durar bastante
É impossível afirmar que um recorde será eterno. Mas se há alguma marca de Messi com potencial para jamais ser quebrada, é essa. O argentino soma 368 gols em partidas oficiais pelo clube, contra 232 de César Rodríguez, o segundo. Para alguém superá-lo seria necessário um faro artilheiro semelhante ao do astro combinado a um longo período defendendo o Barcelona, algo incomum no futebol contemporâneo.