Taça Libertadores da Europa

Por Rafael Reis

O Atlético de Madri conseguiu segurar o Barcelona no Camp Nou e vai para a segunda partida das quartas de final com a vantagem do 0 a 0 porque transformou um jogo de Liga dos Campeões em confronto digno da Taça Libertadores da América.

O técnico argentino Diego Simeone deu à equipe espanhola uma combinação única. O comportamento tático e a qualidade técnica dos jogadores são dignos dos maiores times europeus. Mas o tesão com que encara a partida parece muito mais com o dos times que deixam o sangue nos campos sul-americanos.

Volantes com a bunda no chão, zagueiros dando chutões para frente, uma marcação incessante… muitas vezes dupla ou tripla, jogadores correndo atrás da bola loucamente, trombadas e uma pitada de talento no magistral chute no ângulo de Diego. Foram essas as armas do Atlético no empate por 1 a 1.

A equipe de Simeone cometeu na partida desta terça-feira 22 faltas, 50% a mais que sua média de 15 por jogo na Liga dos Campeões. Só Neymar foi derrubado sete vezes.

O número de cartões também extrapolou o normal. Seis das 22 advertências da equipe na competição foram recebidas contra o Barcelona. Koke, Arda Turan, Gabi, Juanfran, Sosa e Diego saíram de campo amarelados.

A estratégia neutralizou Messi, um argentino que nunca disputou Libertadores. Marcado pelos sul-americanos Miranda e Godín, o craque pouco apareceu.

O jogo da Liga dos Campeões não foi exceção. O Atlético é o time que mais dá dor de cabeça ao Barcelona nesta temporada. Já são quatro confrontos entre Simeone e o também argentino Tata Martino, com quatro empates.

Resta saber se no dia 9, na partida de volta do Vicente Calderón, os catalães conseguirão enfim vencer um jogo de Libertadores.

Camisa pesa

Sétima colocação na Premier League, a pior crise das últimas décadas e uma torcida com paciência esgotada com o técnico. Nada fazia crer que o Manchester United escaparia de ser eliminado pelo Bayern de Munique, atual campeão europeu, com duas derrotas.

Mas os ingleses conseguiram sobreviver ao primeiro jogo. O empate por 1 a 1 no Old Trafford está longe de poder ser considerado um bom resultado, mas pelo menos não elimina de antemão os Red Devils.

O Bayern terá de jogar sério em casa para alcançar as semifinais. E não terá seu maestro, Bastian Schweinsteiger, expulso na Inglaterra.

 

Iniesta é derrubado por Godín durante partida entre Barcelona e Atlético de Madri
Iniesta é derrubado por Godín durante partida entre Barcelona e Atlético de Madri